Felipe Souza apresenta Projeto do Polo Tecnológico ao Governador Wilson Lima

Governador Wilson Lima e o deputado Felipe Souza - Foto: Wilkson França

O coordenador do Projeto Polo Tecnológico de Manaus deputado Felipe Souza (Patriota) esteve reunido na Sede do Executivo Estadual com o Governador Wilson Lima (PSC), e fez uma apresentação do Projeto do Polo Tecnológico de Manaus juntamente com os consultores técnicos do projeto Leonardo Costa e Hilton Eduardo.

Felipe Souza explicou ao Governador que o Polo Tecnológico, batizado de ‘Vale do Rio Negro’, será nos mesmos moldes de outros Polos já implantados em outras cidades, como exemplo Santa Catarina, onde foram gerados 42 mil empregos, movimentando em torno de R$ 15 bilhões. Para ele, Manaus tem um ambiente favorável para o projeto, por conta do Polo Industrial, além de algumas vantagens fiscais. “O polo tecnológico movimentaria um valor muito melhor, com grandes chances de evoluir. Só criando um campo favorável que o talento do amazonense vai brilhar. Com um campo aqui em Manaus, com certeza, surgirão os nossos ‘Mark Zuckerberg Baré’”, acrescentou.

Segundo o consultor do projeto, Leonardo Costa, na primeira etapa, o projeto terá um investimento de R$ 60 milhões, o que deve gerar até 50 mil empregos diretos, em cinco anos. Ainda nesta fase, o projeto prevê a criação de 250 startups, com um ambiente para co-working, incubadora e um complexo turístico. “A ideia é fazer com essa iniciativa trabalhe e mexa com a cabeça do empreendedor local, pois 100% das iniciativas de inovação de tecnologia no Estado, sobretudo na economia digital, são de pequenos negócios ou de negócios que ainda vão começar”, afirmou.

Governador Wilson Lima e o deputado Felipe Souza – Foto: Wilkson França

A segunda etapa do projeto prevê a expansão para o Centro Histórico de Manaus, com melhoria e requalificação do ambiente instalado. Na terceira fase, o polo se expandiria, com instalação de centros de pesquisa e área para instalação de um Parque Tecnológico, na Cidade Universitária, criando espaço para startups, aceleradoras, incubadoras.

“Inicialmente, optou-se pela questão do polo, como pontapé, para depois se desenvolver e chegar a um Parque Tecnológico, que é um complexo bem planejado, para desenvolvimento de empreendedorismo”, disse o consultor do projeto, Hilton Eduardo.
Wilson Lima pontuou os desafios enfrentados pelo executivo na geração de renda e emprego e vai disponibilizar todo o corpo técnico do governo para auxiliar nos estudos de impacto ate a sua implantação. “Então, é nesse sentido que nós estamos trabalhando: além de defender nosso modelo econômico da Zona Franca de Manaus, vamos trabalhar para novas alternativas econômicas para nosso Estado”, ressaltou Wilson Lima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui