FMT convoca voluntários para testes da vacina contra Dengue

Foto: Valdo Leão/Secom

A Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), vinculada à Secretaria Estadual de Saúde (Susam), continua convocando voluntários, de 2 a 17 anos de idade, para participarem dos testes da vacina contra Dengue, que está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. A FMT-HVD é um dos 14 centros de pesquisa escolhidos para executar esta, que é a terceira e última fase dos estudos sobre a vacina, antes de ser submetida à Agência Nacional de Vigilância em Sanitária (Anvisa), para registro.

A diretora presidente da FMT-HVD, Graça Alecrim, explica que Manaus tem conseguido incluir um número de voluntários bastante satisfatório, até mais do que estava previsto inicialmente. A vacinação com os voluntários adultos, disse ela, já foi inclusive concluída, na capital amazonense. Os testes da vacina contra Dengue iniciaram em junho de 2016, em Manaus.

Foto: Valdo Leão/Secom

Segundo Joabi Nascimento, pesquisador da FMT que coordena a equipe que está acompanhando o estudo, para que as crianças e adolescentes participem dos testes é preciso autorização do pai e da mãe. “Os pais precisam assinar termo de livre consentimento, com todas as informações sobre o processo de acompanhamento”, informou.

A vacinação está ocorrendo na UBS Arthur Virgilio Filho, localizada na travessa 10, Nº. 3015, bairro Amazonino Mendes, zona leste de Manaus. Às segundas-feiras o atendimento é de 13h às 17h. De terça a sexta-feira, é de 7h30 às 11h e de 13h às 17h. Aos sábados é de 8h30 às 12h30. Quem quiser tirar dúvidas sobre o estudo ou agendar uma visita pode ligar para os números 99342-8407 e 99383-3407.

Em todo o País, os testes deverão abranger a vacinação e o acompanhamento de 17 mil voluntários, distribuídos em 13 cidades, de 12 estados, nas cinco regiões brasileiras.

Combate ao Aedes aegypti – O médico infectologista da FMT Antonio Magela ressalta que o combate aos criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor daDengue, Zika vírus e Chikungunya, ainda é a melhor forma de prevenção a essas doenças.

O médico chama atenção para a importância de a população manter-se em alerta no combate ao mosquito, o ano inteiro. “Logo, iniciará o período de chuvas e, normalmente, nessa época, os casos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti aumentam. Portanto, é preciso ficar atento aos locais com acúmulo de água e que podem servir para a proliferação do mosquito”, afirmou.

A vistoria deve acontecer em todos os ambientes da moradia, do trabalho e de todo e qualquer lugar que possa contribuir para o desenvolvimento do mosquito. O lixo despejado de forma incorreta nas ruas serve como criadouro do Aedes. “O cuidado com o lixo é responsabilidade de todos. Não adianta limpar somente o quintal de casa”, destaca o especialista. Além do cuidado com o lixo, o infectologista reforça que a população deve ficar atenta ao acúmulo de água parada em vasos de plantas, garrafas, baldes, caixas d’água, tampinhas, aparador de água de geladeiras, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui