Governador do AM discute estratégias de segurança com Escola de Guerra dos EUA

Governador José Melo reúne com membros da Escola de Guerra dos EUA/Foto: Bruno Zanardo

Em reunião realizada na sede do Governo, com uma Delegação da Escola Nacional de Guerra dos Estados Unidos da América – Nacional War College (nwc), o Governador do Amazonas, professor José Melo, iniciou, hoje, quarta-feira (05), o diálogo promissor para novas parcerias entre a maior potência mundial e o Amazonas, pedindo apoio ao combate à entrada de drogas nas fronteiras do Estado.
“Tenho uma admiração muito grande pela a importância que vocês dão para a educação e, também, pelo exemplo de patriotismo. Mas a nossa juventude está ameaçada pelo tráfico de drogas. O Amazonas tem sido a porta de entrada da droga produzida no Peru, Colômbia e Bolívia. E os Estados Unidos, do ponto de vista estratégico, é muito importante para nos ajudar a combater o tráfico de drogas”, explicou o governador.

Entre os maiores pontos de interesse do grupo estavam às políticas públicas do Estado voltadas para o social, saúde, infraestrutura, economia e segurança.

Governador José Melo reúne com membros da Escola de Guerra dos EUA/Foto: Bruno Zanardo

“Neste encontro com os alunos da Escola Nacional tivemos a oportunidade de fazer uma troca de informações para que assim, possamos avançar nas discussões, trazer outros assuntos de profundidade em busca da solução de vários problemas, mas, principalmente, a da segurança das nossas fronteiras no combate ao tráfego de drogas. Os Estados Unidos tem muito a nos orientar. Já temos o mapeamento das fronteiras e essa aproximação com a Escola poderá nos propiciar treinamentos, equipamentos e toda logística”, explica o secretário de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplan-CTI), José Jorge.

Matriz Econômica e Ambiental – Na ocasião, o governador também falou sobre as principais propostas da Matriz Econômica, que fomentará a implantação de uma nova economia sustentável, focada no desenvolvimento de projetos voltados para as riquezas naturais do Amazonas, tais como a piscicultura, fruticultura, fármacos, cosméticos, entre outros. A nova política de Estado é a principal proposta de crescimento econômico para a região e uma alternativa para a Zona Franca de Manaus. “O Amazonas está aberto para receber investimentos científicos e tecnológicos que contribuam para o desenvolvimento da matriz econômica e preservação da floresta”, ressalta o governador, José Melo.

Intercâmbio – De acordo com o representante nacional da Agência de Desenvolvimento Internacional dos Estados Unidos, Michael Eddy, o encontro com o governador foi de grande importância para os membros da delegação. “Estamos levando muitos conhecimentos, muita informação sobre os potenciais do Amazonas, e também a possibilidade de parcerias estratégicas entre os dois países. Hoje nós conhecemos sobre os desafios do Amazonas, por isso foi um encontro muito positivo. Fizemos contatos importantes com a equipe do Governo e assim vamos dar continuidade às tratativas que envolvam o desenvolvimento econômico, o energético e o grande desafio que todos nós enfrentamos que é o combate ao tráfico de narcóticos, uma das prioridades citadas pelo Governador”, disse Eddy.

O chefe da delegação e também chefe da seção de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Saúde da embaixada dos EUA, Randy Fleitman, agradeceu as informações compartilhadas pelo governador José melo. “Nosso grupo está aqui para aprender sobre o Estado do Amazonas e suas políticas públicas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui