Governo anuncia reajuste no preço da subvenção da juta e malva

Foto: Diego Peres / Secom

Wilson Lima, governador do Amazonas, realizou, nesta segunda-feira (25/11), o pagamento da subvenção econômica da juta e malva para mais de 400 produtores rurais de 12 municípios do Estado. A ação ocorreu no município de Codajás (distante 240 quilômetros de Manaus) e deve injetar R$ 2.193.950,48 na economia, referentes às safras de 2015/2016 até 2018/2019.

No município, o governador também anunciou o reajuste no preço da subvenção para os próximos três anos, além de obras nas áreas de educação, saneamento básico, infraestrutura e de produção rural.

O pagamento da subvenção foi realizado por meio da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS). Além de juticultores de Codajás, também foram beneficiados produtores rurais dos municípios de Anamã, Anori, Beruri, Caapiranga, Coari, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaquiri, Nhamundá e Parintins.

Em Codajás, Wilson Lima destacou que, pela primeira vez, o pagamento da safra de juta e malva é realizado no período correto pelo Governo do Estado. Há pelo menos cinco anos os produtores não recebiam o benefício. Durante a solenidade, o governador também anunciou um reajuste no preço da subvenção da juta e malva. O quilo dos produtos, que atualmente custa R$ 0,40, subirá para R$ 0,50 em 2020, R$ 0,55 em 2021, chegando a R$ 0,60 em 2022.

Foto: Diego Peres / Secom

Atualmente, no município, a subvenção econômica das fibras gera para o produtor rural um lucro extra de aproximadamente 40%. A produção da fibra vegetal juta e da planta malva é uma das atividades de grande valor para a indústria têxtil. Cultivadas nas áreas de várzea, sem insumos químicos, elas representam uma alternativa ecológica para a confecção de embalagens, principalmente na substituição das sacolas plásticas.

O presidente da ADS, Flávio Antony Filho, que também esteve em Codajás, junto ao secretário de Produção Rural (Sepror), Petrúcio Magalhães.

Subvenção – A Lei 2.611, de 4 de julho de 2000, regulamentada pelo Decreto 24.196, de 29 de abril de 2004, institui a concessão de subvenção econômica a produtores de juta e malva no estado, tendo como objetivo incentivar a produção dessas culturas. O processamento e a fiscalização das habilitações e dos pagamentos das subvenções são realizados pela Sepror, por meio da ADS. Atualmente, o valor da subvenção é de R$ 0,40 por quilo produzido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui