Governo coloca uma ‘pá de fertilizante’ no agronegócio do Estado

Governador Wilson Lima e a presidente da Fetragri, Edjane Rodrigues, defenderam a unidade do setor primário para avançar no desenvolvimento do interior - foto: divulgação

O anúncio de investimento pesado no setor primário, com o lançamento do Plano Safra 2019/2020, feito pelo governador Wilson Lima, nessa quarta-feira (17), animou produtores e investidores do setor. De tal forma, que geraram manifestações de apoio até de setores da oposição no Amazonas.

“Vou colocar a minha pá de Fertilizante nesse programa governamental, torcendo para que o Plano Safra do Amazonas possa germinar, crescer e frutificar e, também, uma pá de pesticida para combater as pragas e doenças dos que são contra o agronegócio amazonense”.
“E vamos esperar os bons resultados e permitir que não mais enviemos nossos bilhões de reais suados para gerar emprego e renda em outros estados do País”, dessa forma reagiram os agricultores e investidores do agronegócio no Amazonas.

Wilson Lima: Plano Safra 2019/2020, que vai destinar cerca de R$ 350 milhões para atender produtores rurais, incluindo agricultores familiares, pescadores, extrativistas e indígenas do Amazonas – foto: divulgação

Fetagri Amazonas

“O Governo do Estado aumentou a execução de recursos para o setor primário, enquanto em 2018 tinha penas R$ 83 milhões para o setor, esse ano em apenas seis meses já foram investidos mais de R$ 100 milhões e agora com o Plano SAFRA Amazonas está sendo anunciado mais R$ 350 milhões.

A saída econômica para o Amazonas é acreditar e dar oportunidade para aumentar nossa produção. A presidente da Fetagri-AM, Edjane Rodrigues, defendeu a unidade do setor primário para avançar no desenvolvimento do interior e colocar alimentos na mesa do amazonense.

Segundo o IBGE, o Amazonas tem cerca de 330 mil agricultores e apenas 23 mil foram assistidos pelo IDAM em 2018, então, precisar ampliar os recursos humanos de assistência técnica e extensão rural, chamando os concursados do IDAM.

Outro problema tem que ser enfrentado e resolvido é a recuperação das vicinais e ramais para escoamento da produção e comercialização de produtos da Agricultura Familiar do Amazonas”, afirmou a presidente Edjane Rodrigues.

O Plano Safra Amazonas é um conjunto de programas, projetos e políticas públicas para fomentar o setor agropecuário sustentável e reduzir as desigualdades sociais do interior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui