Governo do Estado realiza pagamento de progressões verticais aos educadores

Foto: Divulgação/ Seduc

Pelo menos 2.225 trabalhadores da educação receberão as progressões verticais anunciadas pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, durante coletiva de imprensa, realizada no dia 1º de junho. As progressões verticais ocorrem por meio de titularidade acadêmica, com a conclusão de cursos de pós, mestrado e doutorado em instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC).


Com isso, o salário de docentes em final de carreira, que passarem para a categoria “H” com Doutorado será de R$ 16.040,24, enquanto aqueles que possuem Mestrado em igual situação receberão até R$ 10.596,23.

De acordo com a secretária de Estado de Educação e Desporto Escolar, Kuka Chaves, a política de valorização do Governo do Amazonas, também aumentou em 18,42% o valor do auxílio-transporte dos servidores da educação, saindo de R$ 167,20 para R$ 198 já na folha de pagamento de junho.

“Nos últimos anos, o governador Wilson Lima tem tido um olhar carinhoso para a educação, desenvolvendo projetos que beneficiam diretamente os trabalhadores da educação. Em 2021, foi pago o maior abono da história, assim como o lançamento de projetos como o Educa+Amazonas, que leva formação para docentes e não-docentes”, disse.

Nos quatro anos, foram concedidas progressões a mais de 20 mil educadores, das quais 5,5 mil foram verticais e 14,9 mil horizontais.

Processo

As solicitações de progressão vertical são realizadas por meio da Comissão de Enquadramento da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar, que inicia um processo de avaliação de todos os documentos apresentados que visa comprovar a veracidade das informações.

 

Artigo anteriorDesmatamento no Cerrado cresceu 32,4% em 2022, segundo dados do MapBiomas Alerta
Próximo artigoDeltan Dallagnol votou em cinco projetos após ser cassado pelo TSE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui