Governo prepara construção de 512 casas na área da Cachoeira Grande, no São Jorge

Com projeto de construção de casas em área histórica de Manaus - degradada ainda - foto: recorte/montagem

Governo do Amazonas regulariza área da Cachoeira Grande, para construção de unidades habitacionais. Serão 512 moradias, inseridas como parte do programa Amazonas Meu Lar


O Governo do Amazonas vai construir 512 unidades habitacionais na área conhecida como Igarapé da Cachoeira Grande, no bairro São Jorge, zona oeste de Manaus.

O anúncio foi feito pelo governador Wilson Lima, nesta segunda-feira (14/08). Serão duas quadras habitacionais nas ruas Arthur Bernardes e Kako Caminha, construídas por meio do Programa Amazonas Meu Lar.

A obra integra um termo de contrato de financiamento firmado em 2011 com a Caixa Econômica Federal, cuja parte habitacional não chegou a sair do papel. O projeto está sendo retomado na atual gestão do Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb), dentro das ações do Amazonas Meu Lar.

Governador Wilson Lima Anunciando a construção de 512 casas no São Jorge – foto: Tiago Corrêa – UGPE

De acordo com o secretário da Sedurb, engenheiro civil Marcellus Campêlo, parte das obras previstas no convênio já foi entregue, dentre elas, infraestrutura viária, drenagem, iluminação pública, calçamento, sinalização horizontal, meio-fio, sarjeta, uma Policlínica, um Centro de Psicologia da Polícia Militar, uma quadra poliesportiva e uma área de convivência. A parte habitacional, entretanto, não chegou a sair do papel.

“O governador Wilson Lima decidiu que vai concluir o projeto da Cachoeira Grande, que ficou com a parte habitacional pendente. Fomos até a Caixa para retomar e um dos principais entraves era a regularização fundiária do terreno destinado à área residencial, que pertencia ao município e precisaria ser repassado ao Estado”, destacou o secretário.

Nesta segunda-feira, o entrave foi resolvido com a publicação no Diário Oficial do Município da Lei na qual a Prefeitura de Manaus está doando os terrenos onde os habitacionais serão construídos.

Foto da Cachoeira Grande no início do Século – foto: Manaus de Antigamente

“Assumimos o compromisso de sanar esta pendência junto à Caixa, e fizemos esta solicitação ao Município. Após aprovação na Câmara dos Vereadores, a Prefeitura de Manaus sancionou a autorização para desafetação das duas áreas, na rua Arthur Bernardes e na avenida Kako Caminha. Com isso, o projeto poderá ter continuidade”, detalhou o secretário.

O que restou da Cachoeira Grande, um amontoada de palafitas, que o governo quer revitalizar – foto: recorte/arquivo

Roseane Mota – Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb)

Artigo anteriorMargaridas já estão a caminho de Brasília para marchar pela reconstrução do Brasil e pelo bem viver
Próximo artigoLABVERDE finaliza programa de residência ‘Ecologias Especulativas’ com mergulho artístico

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui