Homem é preso por envolvimento em chacina ocorrida em janeiro deste ano

Foto: Divulgação

MANAUS – A Polícia Civil cumpriu, na segunda-feira (14), mandado de prisão preventiva em nome de Jonathan Siquera da Silva, 29, pelo homicídio de dois adolescentes, que tinham 16 anos, ocorrido no dia 29 de janeiro deste ano, na comunidade Parque São Pedro, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus.

Durante coletiva de imprensa realizada na sede da DEHS, situada no bairro Cidade Nova, zona norte, o delegado Ricardo Cunha, titular da unidade especializada, parabenizou as equipes pela ação exitosa, que resultou na prisão do infrator.

“É uma honra apresentar mais uma ação bem sucedida, deflagrada pelas nossas equipes de investigações. Nós seguiremos atuantes para preservar a segurança da nossa população”, disse o delegado.

De acordo com a delegada Marília Campello, responsável pelo caso, na ocasião do crime, quatro pessoas da mesma família, que estavam dentro de casa, e um adolescente, que passava pela calçada em frente, foram atingidos por disparos de arma de fogo, vindos de um carro modelo Fox, de cor vermelha. Após a ação criminosa, duas vítimas vieram a óbito e três continuam feridas.

“Tomamos conhecimento do caso e iniciamos imediatamente as investigações. Conseguimos chegar ao veículo utilizado no delito e efetuamos a prisão do indivíduo que estava no carro”, declarou Marília.

Segundo a autoridade policial, também foi cumprido mandado de busca e apreensão na oficina de Jonathan, localizada no bairro Monte das Oliveiras, zona norte. No local, foram encontrados adesivos utilizados no automóvel na hora do crime para tentar enganar a polícia.

“Agora em diante, solicitamos às pessoas que denunciem caso tiverem qualquer informação acerca dos demais autores, para que possamos encerrar esse caso”, disse a delegada.

Para informações ou denúncias acerca do caso, deve-se entrar contato pelo (92) 98118-9535, o disque-denúncia da DEHS, ou pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). “A identidade do informante será preservada”, garantiu a autoridade policial.

Os mandados foram expedidos no dia 4 de fevereiro deste ano, pelo juiz Henrique Veiga Lima, do Plantão Criminal.

Jonathan irá responder por homicídio e ficará à disposição da justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui