Homem é preso por golpes praticados em máquinas de cartão

Foto: Reprodução

A Polícia Civil por meio do 25º Distrito Integrado de Polícia (DIP), deflagrou, na tarde de quinta-feira (28/04), por volta das 17h, a segunda fase da Operação Fake Machine, que resultou na prisão de mais um integrante de uma quadrilha que atua na prática de furto mediante fraude envolvendo troca de máquinas de cartão. A prisão ocorreu no bairro Novo Israel, zona norte de Manaus.

O delegado Leonardo Marinho, titular da unidade policial, informou que o indivíduo pertencia ao mesmo grupo criminoso que os outros três infratores, presos na primeira fase da operação, em 18 de março deste ano.

“Eles atuavam trocando, em momentos de distração dos funcionários, as máquinas de cartão de crédito e débito de estabelecimentos por máquinas falsas, que ficavam em nome de ‘pessoas laranjas’. Ao realizar essa troca, os valores caiam em uma conta utilizada pelos criminosos”, explicou Marinho.

A autoridade policial informou ainda que o indivíduo, conhecido como “Hugo”, era o “cracker” dessa organização criminosa.

Foto: Reprodução

“É a pessoa que possui conhecimento em tecnologia, entretanto usa essa habilidade para benefício próprio e para prejudicar terceiros. Ele possuía um programa espião, que possibilitava ver o score e dados das vítimas. Ele era também o responsável por toda documentação, abria as contas nos bancos digitais e mapeava toda a cidade, para passar nos postos de gasolina com a moto apreendida para verificar as máquinas”, disse Marinho.

O delegado contou que o prejuízo às vítimas está estimado em mais de R$ 1 milhão.

“Esses indivíduos aplicaram golpe em diversas pessoas, tendo em vista que conseguiam acesso aos dados das vítimas e seguiam com as ações criminosas”, falou o titular.

Foram apreendidos diversos aparelhos celulares, mais de 200 chips telefônicos, roupa de marcas, tênis, cartões de crédito e débito e documentos.

O indivíduo responderá por estelionato, furto mediante fraude, associação criminosa e uso de documento falso e ficará à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui