Homem é preso com droga misturada a açaí no aeroporto de Manaus

Foto: Divulgação

O Serviço de Vigilância e Repressão ao Combate ao Contrabando e Descaminho da Alfândega do Porto de Manaus (SEREP), e a Polícia Federal. Realizaram na madrugada de hoje 28, de maio, uma ação conjunta no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Resultando na apreensão de aproximadamente 6 quilos de skunk. Duas pessoas foram presas pela Polícia Federal.
Durante operação de controle aduaneiro no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, com ação da Equipe K9 da Receita Federal e a utilização do equipamento de escâner, malas foram fiscalizadas o que resultou na identificação de bagagens suspeitas com indícios de conterem substâncias orgânicas. Ao serem submetidas a verificações físicas pela fiscalização, foi constatado a existência de aproximadamente 6 kg de skunk. Os passageiros, que tinham como destinos as cidades de Belém/PA e Guarulhos/SP, foram retirados dos voos encaminhados à Polícia Federal.
Açaí com Skunk
O passageiro identificado com dono da bagagem com skunk tinha como destino Guarulhos/SP. A droga estava escondida dentro de embalagens com açaí congelado em uma caixa de isopor, envolta em plásticos com o objetivo de não ser identificada pela fiscalização, contudo não foi possível enganar a Equipe K9, com destaque para a atuação do mais novo membro do SEREP, o agente canino DECO. A quantidade encontrada, aproximadamente 2 kg, estava sendo levada para ser vendida em São Paulo/SP.
Travesseiros com Skunk
Com destino Belém/PA uma passageira foi identificada como dona de uma mala contendo, aproximadamente, 8 kg de Skunk. A bagagem foi considerada suspeita ao passar pelo equipamento de escâner utilizado pela fiscalização do SEREP, que ao ser aberta comprovou-se a existência de drogas ilegais escondidas dentro de travesseiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui