Indústria Naval amplia a construção de barcos em Tarauacá (AC)

Jorge trabalha há 17 anos com a construção de barcos (Foto: Angela Peres/Secom)

 

Prepara a madeira, bate o martelo, liga a plana. E assim começa o dia para Jorge Pereira, ouvindo ruídos desde bem cedo.

Jorge trabalha há 17 anos com a construção de barcos (Foto: Angela Peres/Secom)
Jorge trabalha há 17 anos com a construção de barcos (Foto: Angela Peres/Secom)

Prepara a madeira, bate o martelo, liga a plana. E assim começa o dia para Jorge Pereira, ouvindo ruídos desde bem cedo. O que compensa essa rotina são os lucros obtidos da venda de barcos, confeccionados pelos moveleiros e carpinteiros navais da Cooperativa Arte Moderna, de Tarauacá. Com o incentivo do governo em aquisição de material para a cooperativa, a serraria atualmente constrói todos os barcos sob encomenda, sem perder percentual de valores, o que antes não era possível, já que a madeira precisava ser levada para o beneficiamento em outros locais.

Por meio da Secretaria de Desenvolvimento Florestal da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), o governo aplicou mais de R$ 700 mil no setor para melhorar a renda dos profissionais do ramo.

A Arte Moderna possui 22 cooperados, satisfeitos com os investimentos. “Antes nós dependíamos de outros meios para beneficiar a madeira, e agora já podemos fazer tudo aqui mesmo. O tempo da construção dos barcos diminuiu e melhoramos a qualidade dos nossos serviços”, explicou Jorge Pereira, que também é vice-presidente da cooperativa.

Os barcos são feitos para comportar de 300 quilos a 40 toneladas e atendem à procura dos clientes do município. Joaquim Alves, há mais de 30 anos na profissão, nunca tinha recebido um apoio como foi dado à cooperativa. Agora os filhos já trabalham com a construção naval ao lado do pai. “Foi um investimento maravilhoso, e nós só temos tido motivos para agradecer. Hoje fazemos cerca de dez barcos grandes por mês”, disse.

Estima-se que 50 mil acreanos morem às margens dos rios. A procura de barcos é intensa. (Agência de Notícias do Acre)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui