IOA produz dossiê para o processo de tombamento das casas do poeta Thiago de Mello

Foto: Winnetou Almeida/IOA

A Imprensa Oficial do Estado do Amazonas (IOA) está produzindo em seu Parque Gráfico um importante documento: o dossiê para o processo de tombamento e restauro das casas do poeta Thiago de Mello, ícone da literatura amazonense falecido no último dia 14 de janeiro, aos 95 anos de idade.

O dossiê, essencial para os trâmites de tombamento desses imóveis localizados em Barreirinha, interior do Estado e cidade natal do poeta, reúne artigos científicos, relatórios, depoimentos, fotografias, reportagens, ilustrações e trechos das obras do escritor que denotam a importância patrimonial, histórica e cultural de manter preservado esse conjunto de edificações, os únicos imóveis desenvolvidos na Amazônia pelo arquiteto Lúcio Costa, autor do plano piloto de Brasília e amigo de Thiago de Mello.

A impressão do dossiê na Imprensa Oficial é uma ação do Governo do Amazonas, via Secretaria de Cultura e Economia Criativa. A primeira unidade do dossiê foi entregue pessoalmente pelo diretor-presidente da IOA, João Ribeiro Jr, à filha do poeta, a produtora e roteirista Isabella Patrícia Costa Rodrigues Thiago de Mello, que comanda a iniciativa de tombamento.

Foto: Winnetou Almeida/IOA

“Aqui estão reunidos os principais recortes de jornais sobre as casas, os livros de arte, os livros sobre Lúcio Costa e sua arquitetura. Está aqui também o primeiro documento que o poeta Thiago de Mello, meu pai, deu entrada no processo de tombamento no Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). O que você imaginar de documentação para comprovar o valor histórico e o valor cultural tem nesse dossiê”, enfatizou Isabella Patrícia Thiago de Mello.

Ao todo, são cinco unidades do dossiê desenvolvidas no Parque Gráfico da IOA, impressos em papel off-set 90 gramas e a capa em triplex 250 gramas. “Recebemos com muito carinho essa demanda de impressão. O governador Wilson Lima, muito sensibilizado, pediu que nós déssemos todo apoio para a Secretaria de Cultura e para o secretário Marcos Apolo. O dossiê é fundamental para a cultura do Amazonas”, reforçou o diretor-presidente da IOA, João Ribeiro Jr.

A filha do poeta Thiago de Mello agradeceu a oportunidade de desenvolver o dossiê na IOA. “É um momento onde todos nós amazonenses podemos nos perguntar ‘poxa, tudo isso poderia ter sido feito antes, como ele em vida’, mas não fizemos. É um processo que começou com ele em vida, mas que bom que está sendo feito e que bom que estamos aqui, finalizou.

Foto: Winnetou Almeida/IOA

Thiago de Mello – Amadeu Thiago de Mello foi um poeta e jornalista amazonense reconhecido como ícone da literatura regional, um dos mais influentes e respeitados no país. Ele nasceu em Barreirinha, interior do Amazonas, em 30 de março de 1926, e faleceu no último dia 14 de janeiro, em Manaus.

Durante seus mais de 70 anos de atuação na literatura, Thiago de Mello publicou inúmeras obras, que foram traduzidas em mais de 30 idiomas e que retratavam sobre a vida do homem na Amazônia e defendiam a preservação da floresta, com destaque para “Os Estatutos do Homem”, onde chamava atenção para os valores simples da natureza humana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui