Iranduba empata com o Ferroviária na Arena da Amazônia

Iranduba empatou nos 45 minutos – Foto: Mauro Neto / Sejel

Iranduba empatou em 2 a 2 com a Associação Ferroviária de Esportes (AFE), de São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro Feminino A1 nesta quinta-feira (10/05), na Arena da Amazônia, no bairro Flores, zona centro-sul de Manaus. A partida, que é válida pela terceira rodada da competição, contou com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).
O jogo começou com a Ferroviária com mais sede de pontuar fora de casa, mas ainda aos 26 minutos do primeiro tempo, a atacante Moara, camisa 11, disparou pela esquerda e a goleira Luciana do AFE tirou a bola cometendo falta, e o árbitro Edmar Campos marcou pênalti. A camisa 8, Djenifer, pegou a bola, bateu consciente, Luciana rebateu e ela aproveitou para completar o gol, abrindo o placar da partida.

O primeiro tempo finalizou com o Hulk na frente, mas na segunda etapa a Ferroviária entrou gostando do jogo. E foi aos quatro minutos que no lançamento pelo meio de Rafa Mineiro, camisa 17, para a camisa 10, Raquel, não perdeu tempo e empatou o jogo. O empate proporcionou um jogo mais disputado, porém, com a equipe visitante com mais posse de bola, avançando e dando trabalho para o time amazonense.

A Ferroviária virou o jogo aos 20 minutos. Escanteio batido por Nicoly, 5, e Ludmila pulou mais alto, cabeceou e furou o gol da goleira Rubi, resultando em 2 a 1 o duelo. Com mais jogadas pela direita, boas roubadas de bola, parecia que estava tudo certo para a conquista do ponto fora de casa, mas o técnico do Iranduba, após fazer as várias alterações, tirando Amanda, 5, e colocou a Grabias, 13, só tinha mais uma carta de troca, portanto, saiu Moara, 11, entrou Elisa 18, que aos 45 do tempo normal, deixou tudo igual na Arena da Amazônia.

Iranduba empatou nos 45 minutos – Foto: Mauro Neto / Sejel

Para o técnico do Hulk a equipe criou bastante e merecia a vitória, mas pecou na bola parada. “Criamos bastante no jogo de hoje, merecíamos sair com a vitória, porém, tivemos um pouco de desatenção na bola parada, de novo. É a bola que a gente mais trabalha, tanto na defesa quanto no ataque, mas as meninas estão de parabéns pela entrega durante todo o jogo e, mais uma vez, o grupo todo foi vencedor”, comentou Adilson Galdino.

“Empate com gosto de derrota”, foi como classificou Celso Boffa, técnico da Ferroviária, após o placar final. “Nós tentamos implantar o nosso modelo de jogo, que é com muita posse de bola. Acho que fizemos um bom jogo, criamos algumas oportunidades, mas a partida em si, foi muito equilibrada. O empate veio por mérito do Iranduba que se infiltrou no meio, achou espaço e empatou já no final. Para nós é um empate com gosto de derrota”, disse Celso.

Com esse empate, as posições do “grupo da morte”, como é considerado o grupo 1, não mudaram. O Iranduba se mantém em segundo e o Ferroviária em terceiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui