Joice Mara, Marcelino, Samuel são coadjuvantes que se destacaram no Rei da Selva 8

Joice Mara, a “Menina de Ouro” do bairro da Compensa, venceu por decisão unânime dos juízes.

Além da disputa do cinturão dos penas entre Wagner Noronha e Marcos Marajó, o Rei da Selva Combat 8 teve mais 10 grandes duelos de MMA. Do ponto de vista técnico, o melhor combate da noite reuniu Joice Mara da Silva (JMT/CT Manaus Fight) e Daiany Mota (Renovação Coari Team). Joice Mara, a “Menina de Ouro” do bairro da Compensa, venceu por decisão unânime dos juízes e mostrou porque é uma das grandes promessas do Amazonas no peso palha feminino na atualidade.

Num confronto de três rounds duríssimos, Joice Mara se destacou pela já conhecida apurada técnica de muay thai ao aplicar três knockdowns no oponente de Coari. Daiany, entretanto, aguentou a pressão e tentou definir o combate com seu jiu-jítsu apurado na equipe RCT. Joice, raçuda como sempre, teve coração para fugir dos golpes da coariense e minou a resistência da adversária no ground and pound e também esteve perto de finalizar. Ao ter o braço levantado pelo árbitro Dindô, Joice Mara fez valer sua evolução em todas as artes marciais. Se não bastasse ter feito a luta da noite, ela se credenciou para a disputa do cinturão feminino da categoria até 52 kg do Rei da Selva.

Joice Mara, a “Menina de Ouro” do bairro da Compensa, venceu por decisão unânime dos juízes.
Joice Mara, a “Menina de Ouro” do bairro da Compensa, venceu por decisão unânime dos juízes.

“Essa conquista eu dedico para toda a minha equipe, familiares, amigos e patrocinadores que acreditam e investem no meu trabalho. Venci uma oponente muito forte e agora é voltar aos treinamentos para os próximos desafios”, disse Joice, que agora tem duas vitórias e uma derrota no Sherdog.

Marcelino vence Filhão
No co main event, a família da luta livre fez a festa com a vitória de Marcelino Cavalcante (CT Brunocilla) sobre Helderson Filhão (EnerGym/Nova União FC) por decisão unânime, em duelo válido pela categoria até 66 kg.

Vitória de Marcelino Cavalcante sobre Helderson Filhão por decisão unânime.
Vitória de Marcelino Cavalcante sobre Helderson Filhão por decisão unânime.

Marcelino fez uma peleja estratégica e inteligente, não deixando o adversário trocar em cima e superou Filhão na luta de solo. Ao final do combate, ele foi informado pelo organizador do evento, Sammy Dias, de que será o desafiante do campeão dos penas Wagner Noronha na próxima edição do Rei da Selva.

Samuel Kveira: nocaute espetacular
No quesito espetáculo e plasticidade, o nome do evento foi o peso pena Samuel “Kveira” Silva. O atleta da SD System/Checkmat venceu Thales Morais (Ducks Team) com um nocaute espetacular aos 12 segundos do segundo round: um chute alto que levou o adversário à lona. Foi a terceira vitória de Samuel em quatro combates profissionais.

O peso pena Samuel “Kveira” Silva venceu Thales Morais com um nocaute espetacular.
O peso pena Samuel “Kveira” Silva venceu Thales Morais com um nocaute espetacular.

“Foi uma luta muito dura, um grande teste, pois o adversário valorizou muito essa vitória. Consegui conectar um bom chute e sair com a terceira vitória na minha carreira. Sou muito grato a Deus e a minha equipe SD System, pois ninguém chega a uma conquista sozinho”, disse “Kveira”.

Outros destaques
O Rei da Selva 8 também foi marcado pelas vitórias dos seguintes atletas: Victor Neves (Osvaldo Alves/Team Cardoso), Luiz Guerreiro (MPBJJ/Nova União/Império CT), Sidney Lima (Team Cardoso), Moisés Costa (SD System/Checkmat), Ramon Costa (Nonato Muay Thai), Anderson Choque (SD System/Checkmat) e Matheus da Silva (Vermelho Fight/Jururi-PA).

Resultados oficiais:

Card Principal

Main Event (disputa de cinturão unificado)

11ª luta – até 66 kg (pena) – Wagner Noronha (Cristiano Mascarenhas MMA/OCS Monteiro) venceu Marcos “Marajó” Rodrigues (SD System/Checkmat) por decisão unânime dos juízes;

Co Main Event

10ª luta – até 66 kg (pena) – Marcelino Cavalcante (CT Brunocilla) venceu Helderson Filhão (Energym/Nova União) por decisão unânime dos juízes;

Superlutas

9ª luta – até 77 kg (meio médio) – Victor Neves (Osvaldo Alves/Team Cardoso) venceu Railson Brandão (The Pride) por nocaute técnico aos 3 minutos e 52 segundos do primeiro round;

8ª luta – até 57 kg (mosca) – Luiz Guerreiro (MPBJJ/Nova União/Império CT) venceu Rubem Souza (Nonato Thai/Team Cardoso) por finalização em arm lock aos 4 minutos e 20 segundos do primeiro round;

Card preliminar

7ª luta – até 66 kg (pena) – Sidney Lima (Team Cardoso) venceu Fernando Barros (Energym/Nova União) por decisão unânime dos juízes;

6ª luta – Até 77 kg (meio médio) – Moisés Costa (SD System/Checkmat) venceu Anderson King (Amazon Union Fight/CT Brunocilla) por decisão unânime;

5ª luta – até 84 kg (médio) – Ramon Costa (Nonato Muay Thai) venceu Caio Cesar “Parangolé” (Império CT) por nocaute técnico aos 4 minutos e 51 segundos do primeiro round;

4ª luta – Até 66 kg (pena) – Samuel Kveira (SD System/Checkmat) venceu Thales Morais (Ducks Team/Deo Academy) por nocaute aos 12 segundos do segundo round;

3ª luta – até 52 kg (palha feminino) – Joice Mara (JMT/CT Manaus Fight) venceu Daiany Mota (Renovação Coari Team) por decisão unânime dos juízes;

2ª luta – até 66 kg (pena) – Anderson Choque (SD System/Checkmat) venceu Kenny Aguilar (Naldo Tigre Team/ CT Daniel Freitas) por nocaute técnico aos 2 minutos e 38 segundos do primeiro round;

1ª luta – Até 52 kg (palha) – Matheus da Silva (Vermelho Fight/Jururi-PA) venceu Rogério Souza (Pesadão/Rio Preto da Eva-AM) por nocaute técnico aos 3 minutos e 30 segundos do segundo round.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui