José Melo candidato? Ruim para as pretensões políticas de Eduardo Braga

Ex-governador José Melo (Pros), pretenso candidato a deputado estadual - foto: recorte/arquivo

A candidatura do professor e ex-governador José Melo (Pros) para deputado estadual nas eleições de 2022 é uma ‘péssima’ ideia para as pretensões políticas do senador Eduardo Braga (MDB), que deseja e já avisou que será candidato ao Governo do Amazonas ano que vem.

Livre de todos os processos e das acusações, o ex-governador José Melo pode ser a ‘pedra na vidraça nada transparente’ do senador Eduardo Braga, que foi apontado como principal incentivador e interessado na cassação e na derrocada política e social do seu antes, maior colaborador.

Melo é um ‘arquivo e a história viva’ dos governos Eduardo Braga. Ele como ninguém, conhece a trajetória política de quem já foi Chefe de Governo e suporte do projeto político que viabilizou o seu mandato de governador eleito em 2002 e da reeleição em 2006.

Frente a frente

José Melo (Pros) e Eduardo Braga (MDB), já estiveram frente a frente no segundo turno das eleições de 2014, pelo Governo do Amazonas e o Professor venceu com 55,77% dos votos válidos, contra apenas 44,45% de Eduardo Braga (PDMB), no dia 26 de novembro de 2014.

Eduardo Braga jamais engoliu essa derrota. 

Coincidentemente, desse dia em diante começou o calvário de Melo. Denúncias de compra de votos, começaram a movimentar a justiça eleitoral do Estado, até que no dia 31 de março de 2017, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas cassou os mandatos do governador e do vice-governador Henrique Oliveira, pela denúncia de compra de votos ocorrida nas eleições de 2014. Além dos fatos surreal, de participação em desvio de verbas públicas da saúde, que terminaram por cair por falta de provas.

Por conta dos fatos, Eduardo Braga terá muito o que explicar ao povo do Amazonas. Por que ele tomou a decisão de não aceitar a derrota para o seu ex-chefe de governo e principal responsável pela sua reeleição em 2006?

Se não o fizer, naturalmente, certamente estará sujeito a ‘engolir uma batata quente’. José Melo terá munição de sobra pra ‘abrir o pano’ e desvendar os segredos nada republicanos da subida meteórica de uma família falida em 2002, para o apogeu milionário em menos de 10 anos depois.

Quem é o professor

José Melo é: economista formado pela Universidade Federal do Amazonas. Ex-governador do Amazonas, foi deputado federal duas vezes, em 1994 e em 1998. Em 2002, elegeu-se deputado estadual. Já atuou como delegado do Ministério da Educação e Cultura, foi secretário de Educação e Cultura e secretário municipal de Educação. Em 2006, assumiu a Secretaria de Governo do Amazonas e, em abril de 2014, o cargo de governador após a desincompatibilização de Omar Aziz, de quem era vice-governador. Aziz foi eleito para o Senado.

Fonte: Agência Senado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui