Juíza deveria saber que um dos assassinos do Sargento tinha ‘mandado de prisão’

Assessoria Jurídica da ACS, Cb Mesquita Filho e Dr. Christian Souza, com o mandado de prisão de Marcley em mãos - foto: divulgação

A juíza de custódia Ana Paula de Medeiros Braga, que soltou três elementos envolvidos na execução do Sargento PM, Luiz Carlos da Silva Costa, na última quarta feira (19), deveria ter conhecimento de que um dos assassinos era foragido da Justiça.

O elemento Marcley Moraes de Souza, está foragido da Justiça em outro processo por roubo, ocorrido na cidade de Codajás, no Amazonas.

Na audiência de Custódia, ontem (21) a juíza não levou em conta o mandado de prisão em aberto e liberou Marcley Moraes, juntamente com os seus comparsas Joelson Ferreira Soares e Charles Sanches Marais.

Nas primeiras horas da manhã de hoje (22) Marcley chegou a ser divulgado como morto. Uma fotografia de um corpo de outra pessoas parecido com ele, circulou nas redes sociais de Manaus, dando como certo a morte de um dos assassinos.

Juíza Ana Paula Braga desconsiderou mandado de prisão e soltou assassino do sargento – foto: arquivo

Logo em seguida, a PM desfez a notícia, dando como falsa a informação. Os três são foragidos da polícia, por ordem judicial.

Até o momento, a juíza Ana Paula não se pronunciou sobre o caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui