Justiça expede novo mandado de prisão para casal Garotinho

Os ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho Foto: Carlos Grevi / Agência O Globo

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio expediu nesta terça-feira (29). Um novo alvará de prisão para os ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho.

O casal tinha sido preso em setembro, por suspeita de participação em um esquema de superfaturamento em contratos celebrados entre a Prefeitura de Campos e a construtora Odebrecht. Um dia depois, foi solto devido um habeas corpus deferido pelo juiz Siro Darlan, no Plantão Judiciário.

Por 2 votos a 1, a 2ª Câmara voltou pela derrubada da liminar.

Segundo delações prestadas à força-tarefa da Lava Jato, o prejuízo aos cofres públicos causado pelo esquema que teria contado com a participação do casal pode chegar a R$ 60 milhões.

O Ministério Público afirmou que a prisão preventiva do casal foi pedida por risco de alguma interferência de ambos nas investigações. A medida se fez necessária, segundo o MP, porque eles têm “poder dissuasório” em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense. Ambos foram prefeitos da cidade.

a ocasião, o casal ficou preso por apenas uma noite, antes de receber um habeas corpus emitido no plantão judiciário. A decisão do desembargador Siro Darlan menciona que a defesa enfrentou dificuldade de acesso aos autos do processo e destacou que falta embasamento para a prisão.

O casal foi preso no dia 3 de setembro em casa, no Flamengo, Zona Sul do Rio. Foi a quarta vez que o ex-governador foi preso – e a segunda da mulher dele.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui