Justiça impõe medidas de combate ao desmatamento

Foto: Reprodução

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) e a Fundação Nacional do Índio (Funai) devem adotar, com urgência, medidas para conter o desmatamento na Amazônia. A decisão é da Vara Federal Ambiental e Agrária do Amazonas.

O motivo é que, embora o desmatamento de 2019 até agora representa o maior nível dos últimos dez anos, de acordo com o MPF, o ICMBio e o Ibama diminuíram a fiscalização e punição a atividades de desmatamento e garimpo ilegais na floresta. Deverão acontecer ações de comando e controle para contenção de infratores ambientais, como madeireiros, garimpeiros, grileiros, dentre outros.

As medidas também devem obedecer normas de segurança para conter o risco de contaminação da Covid-19 nas terras indígenas da Amazônia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui