Lei das filas é discutida em reunião do Procon com lotéricos

As eternas filas em Bancos

As eternas filas em Bancos

Na tarde de ontem, quarta-feira (29), a Ouvidoria Geral do Município recebeu os vereadores Álvaro Campelo (PP), presidente da comissão da defesa do consumidor da Câmara de Manaus, Everaldo Farias (PV), autor da Lei 1.836/2014, conhecida como lei das filas, e os representantes da Caixa Econômica Federal e do Sindicato dos Lotéricos.

O objetivo foi ouvir as reivindicações dos lotéricos, a fim de ajustar um prazo para adequação destes à lei. “O que queremos é ouvir e entender as dificuldades dos empresários de casas lotéricas, porém faz-se necessário adequar as lotéricas à nova legislação”, frisa o ouvidor do município, Alessandro Cohen.

Para o criador da lei, Everaldo Farias, a pauta da reunião foi de grande valia para o entendimento das partes. “O nosso papel é diminuir o tempo de espera do consumidor, afinal, nossa preocupação é que, atualmente, algumas pessoas passam mais de 40 minutos aguardando atendimento e na maioria das vezes são idosos’’, explica.

A lei foi sancionada no último dia 13 de janeiro e prevê que todos os estabelecimentos citados devam entregar senhas de forma manual ou automática e que haja um relógio para averiguação do tempo. “Precisamos de um prazo para adequação e iremos nos reunir com os demais empresários para explicar sobre a reunião de hoje, o importante é que a prefeitura está de portas abertas para nos ouvir também, afinal, hoje, fazemos tudo o que um banco faz, porém, somos pequenos frente a um banco”, comenta Samuel Azevedo, presidente do Sindicato dos Lotéricos.

No fim da reunião, foi acordado que, a partir do dia 15 de março, o Procon/Manaus fará visitas às lotéricas, com a finalidade de aplicar os adesivos com o telefone do órgão e orientar aos lotéricos quanto às senhas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui