Amazonas Destaques Formal & Informal

Liliane Araújo abandona o “Novo” pelo “velho e ultrapassado”

Liliane Araújo: abandono do "novo" pelo apego ao "velho e ultrapassado".
Redação
Escrito por Redação

Os internautas não perdoaram a atitude da jornalista Liliane Araújo (sem partido) que aceitou a nomeação feita pelo governador Amazonino Mendes (PDT) para a Secretaria de Promoção Social e Erradicação da Pobreza.

Durante a campanha para a eleição suplementar para o Governo do Amazonas, Liliane chamou adversários como Eduardo Braga e o próprio Amazonino de “velhos” e “ultrapassados”.

O internauta Moysés Alves, comentou em seu post que “Liliane sua traíra você não ficará esquecida”. Outros internautas, também, tacharam a jornalista com adjetivos do tipo “oportunista”, “Traíra” e “aproveitadora”.

Liliane Araújo: depois das eleições, mudança de discurso e de lado.

Aliás, os eleitores e os líderes políticos não conseguem entender a real postura política de Liliane Araújo. Ainda este ano, ela era filiada ao PR do deputado Alfredo Nascimento e a poucos dias da eleição suplementar para o Governo, pulou para o PPS. Isso lhe rendeu a cassação do registro de candidatura por não ter obedecido o prazo para filiação partidária.

Mas como cabia recurso, ela conseguiu ir em frente, tornando-se candidata e teve uma votação expressiva com o discurso do “novo”.
Entretanto, no segundo turno, os eleitores e os adversários perceberam que o discurso do ”Novo” e da “mudança” na verdade, era só fachada.

Mudança de comportamento

A mudança de comportamento da nova secretária de Amazonino, pôde ser percebido quando, sem mais nem menos, durante a propaganda no rádio e na TV, ainda no primeiro turno, Liliane passou a atacar a candidata Rebecca Garcia (PP), quando os adversários que estavam na frente nas pesquisas de intenção de votos eram justamente Amazonino Mendes e Eduardo Braga.

Na época, surgiram mensagens apócrifas de que Liliane teria recebido dinheiro de Eduardo Braga para atacar Rebecca, que crescia nas pesquisas e ameaçava as chances do senador de chegar ao segundo turno.

Claro, Liliane negou tudo depois. Após a confusão criada em função deste episódio e o fim da eleição, Liliane saiu do PPS e ficou sem partido. Isso apenas em um ano.

Agora para aqueles que a viam como o “novo”, como “a mudança”, Liliane virou uma decepção ao aceitar a nomeação para um cargo público justamente por Amazonino, a quem tinha chamado de “velho” e “ultrapassado” durante a eleição.

Mas pessoas próximas a Liliane e que trabalharam com elas em alguns meios de comunicação, afirmam que o perfil de Liliane Araújo é assim mesmo, ou seja, é capaz de tudo para alcançar o que quer.

O internautas, no entanto, lembram que outras eleições virão e que o eleitor não vai esquecer essa virada de camisa.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário