Lista de artistas negacionistas que se recusam a tomar vacina é extensa

Lista extensa reúne personalidades brasileiras, do meio musical e de hollywood - foto: destaque/recorte

Em tempos em que vacinas salvam vidas, artistas e personalidades que deveriam dar o exemplo em defesa da vida, seguem na contramão apelando para o negacionismo e se recusam a tomar a vacina. Confira abaixo levantamento feito pelo portal Na Telinha que mostra as personalidades que atuam para a desinformação:

Dado Dolabella, Elizangela e Eric Clapton – foto: reprodução/Reuters

Elizangela:

O mais recente caso é o da atriz Elizangela. A artista desestimulou a aplicação do imunizante em suas redes sociais e até mesmo afirmou não ter tomado as doses que deveria.

Ela escreveu em seu perfil em rede social comparando a vacinação obrigatória contra a Covid-19 com o crime de estupro.

Por conta da controversa opinião, ela recebeu uma enxurrada de críticas e discutiu com alguns seguidores. Nesta quinta-feira (20), no entanto, ela deu entrada em um hospital no Rio de Janeiro, onde segue internada em estado grave para tratar as sequelas da Covid-19.

Fernanda Venturini

A ex-jogadora de vôlei fez muito sucesso nas quadras com a camisa da seleção brasileira, mas fora delas acabou ficando marcada negativamente por ter dito que tomou a vacina apenas para poder viajar e que é contra o imunizante.

“A gente veio pedalando para tomar a vacina. Eu sou contra a vacina, mas como eu quero viajar o mundo eu vou tomar. Vou tomar Pfizer que eu acho que é menos pior”, afirmou Fernanda em sua rede social. Após a repercussão do caso, ela até voltou atrás e disse que foi mal interpretada, mas não mudou seu posicionamento.

Dado Dolabella

Dado Dolabella é um caso à parte. O artista causou polêmica ao afirmar que não iria se vacinar, mas deixou claro que não era por ser anti-vacina, e sim para defender seus ideais, já que se tornou vegano há seis anos.

De acordo com o ator, ele vai esperar um imunizante que não tenha sido testado em nenhum animal. “Não faz o menor sentido eu lutar contra uma indústria farmacêutica que não gera cura, gera dependência, lutar contra a tortura dos animais e usar uma substância criada por essa mesma indústria farmacêutica e ainda com sofrimento dos animais”, afirmou.

Christopher Uckermann

Conhecido por interpretar Diego, um aluno inconsequente do colégio Elite Way School, na novela Rebelde, o ator Christopher Uckermann mostrou ter bastante semelhança com o personagem. Desde o início da pandemia, o ator tem se mostrado um tanto quanto negacionista.

Em maio de 2020, quando o México chegou à marca de 5 mil mortos pela doença, ele insinuou que a mesma era, na verdade, uma máfia para setores da saúde e imprensa desviarem dinheiro. Posteriormente, ele também declarou que não pretende se vacinar, afirmando que os imunizantes podem ser piores do que o próprio.

Letitia Wright

E tem negacionista até em Hollywood! A estrela de Pantera Negra já revelou em suas redes sociais sua postura anti-vacina. Ela compartilhou um vídeo de um homem que se auto-intitula profeta Tomi Arayomi, que reproduz fatos sem comprovação científica sobre a pandemia. Após a polêmica, a publicação foi tirada do ar por conter Fakenews e a atriz veio a público se retratar.

“Minha intenção não era machucar ninguém, minha ÚNICA intenção de postar o vídeo foi levantar minhas preocupações com o que a vacina contém e o que estamos colocando em nossos corpos”, disse ela, que logo depois interrompeu temporariamente as gravações de Pantera Negra 2: Wakanda Forever por não querer se vacinar.

Rob Schneider

Ainda na linha de artistas internacionais, esse último é de partir o coração tamanha ignorância. O comediante conhecido por atuar em filmes como “Gente Grande” também ficou marcado por seu boicote à vacina contra Covid-19. “Apenas diga não… E continue dizendo não… Mais da metade da população dos EUA continua a dizer não a essa terapia genética experimental não aprovada! Meu corpo, minha escolha”, compartilhou o ator no Twitter.

Se vacinaram, mas pregam contra a vacina:

Regina Duarte

Bolsonarista de carteirinha, a atriz já postou que “vacinas não funcionam”.

Eric Clapton 

Clapton, quem era conhecido pela incrível habilidade como guitarrista, passou o último ano reclamando das regulações da covid-19, vacinações e mandatos para turnês. Primeiro, juntou-se a Van Morrison para compor as canções anti-lockdown “Stand and Deliver” e “The Rebels,” antes de lançar a própria música, “This Has Gotta Stop.” O artista foi vacinado, mas se arrepende da decisão, expondo efeitos colaterais “desastrosos” que ele supostamente sofreu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui