Manacapuru recebe visita técnica para o Festival de Cirandas

Foto: Michael Dantas Guerreiros Mura/Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

Representantes da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, da Prefeitura Municipal de Manacapuru, Polícia Militar e dos grupos de ciranda realizaram, na quinta-feira (26/05), a primeira visita técnica à cidade (a 98,8 quilômetros de Manaus), com o objetivo de traçar o plano de operacionalização para o Festival de Ciranda 2022, que retorna após dois anos, em virtude da pandemia de Covid-19.

Participaram da reunião o secretário executivo de Cultura e Economia Criativa, Candido Jeremias; o major Góes, da Polícia Militar de Manacapuru; o secretário municipal de turismo Alilson Portela; Lurdem Cley Monteiro, representante da ciranda Guerreiros Mura; Magal Pinheiro, da ciranda Tradicional; e o vice-presidente da Flor Matizada, Julio Gomes.

“A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa reuniu com os representantes da ciranda de Manacapuru, já para os alinhamentos do festival deste ano, que é muito especial. Esse ano trazemos uma inovação que vai tomar conta de todo o operacional durante o festival”, declarou Candido Jeremias.

Visita técnica – Foto: Antonio Lima/Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

O secretário executivo destacou, ainda, que o Festival de Cirandas é muito importante para a cultura do estado, pela geração de emprego e renda entre os profissionais envolvidos na produção além de movimentar, também, o turismo em Manacapuru.

“O turismo é muito ativo nesse momento, então é uma grande satisfação, junto com as cirandas e a Prefeitura de Manacapuru, construir essa parceria com mais ou menos dois meses antecipados para o festival”, comentou Jeremias.

Parque do Ingá – A festividade retorna após dois anos de intervalo e, durante a visita técnica, foram avaliadas ainda as questões estruturais sobre o Parque do Ingá.

“O apoio da Secretaria às cirandas durante o festival é extremamente importante, pois nós estamos muito ansiosos para esse momento”, disse Lurdem Cley Monteiro, da diretoria da Guerreiros Mura.

Flor Matizada – Foto: Michael Dantas /Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

O vice-presidente da Flor Matizada, Julio Gomes, também ressaltou a importância dessa parceria, que promete elevar o nível do festival em 2022.

“Passamos por dois anos atípicos com a pandemia e estamos retornando agora com o apoio e o investimento na cultura local”, relatou.

O presidente da ciranda Tradicional, Magal Pinheiro, também destacou o apoio na retomada das atividades.

“O envolvimento da Secretaria com o operacional do festival é muito importante, isso nos dá ânimo para desenvolver um belo projeto”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui