Manaus terá amanhã (06), o Dia D de mobilização contra Chikungunya e Dengue

Agentes de saúde prontos para a campanha/Foto: Divulgação

Agentes de saúde prontos para a campanha/Foto: Divulgação
Agentes de saúde prontos para a campanha/Foto: Divulgação

Será realizado amanhã, sábado (06), a partir das 10h00, em Manaus, o dia D de mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti, transmissor do Chikungunya e da Dengue, com ações em 400 pontos da cidade, e o lema: “Combata um, previna dois”, orientando que combatendo o Aedes, previne-se o Chikingunya e a dengue.

A concentração será na sede do Distrito de Saúde Leste, na Rua das Rosas, bairro Jorge Teixeira I, zona Leste, onde serão distribuídos adesivos de carros, cartazes e flyers alertando a população sobre mecanismos para acabar com os criadouros do mosquito.

No mesmo dia, será lançanda uma grande campanha publicitária para orientar a população sobre as formas de prevenção à doença. O secretário Homero de Miranda Leão informa que a campanha vai orientar a população sobre as ações que podem ser executadas para evitar a doença. “Assim como o combate à dengue, a prevenção ao vírus Chikungunya exige um forte adesão da população, principalmente no que se refere à eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti nas residências. E o Dia D de mobilização será uma forma de convocar a população para iniciar uma guerra contra as duas doenças”.

A campanha publicitária vai envolver a divulgação em rádio e TV, além da distribuição de 20 mil cartazes, 100 mil flyers e cinco mil adesivos para carros. O material educativo será distribuído a partir da mobilização deste sábado, quando profissionais dos Distritos de Saúde (Disas) Norte, Leste, Oeste, Sul e Rural estarão atuando em 14 bairros de Manaus alertando a população para o risco de proliferação da doença.

“O envolvimento da população é essencial porque em Manaus os principais criadouros do mosquito Aedes aegypti são encontrados no lixo acumulados no fundo dos quintais e nos depósitos de armazenamento de água para o consumo, como caixas d’água. Como o mosquito leva de sete a dez dias para nascer, a pessoas devem fazer a verificação e eliminação dos criadouros pelo menos uma vez na semana dentro de suas casas”, explica Homero de Miranda Leão.

As medidas de proteção são as mesmas para o controle da dengue, ou seja, verificar se a caixa d’ água está bem fechada; não acumular vasilhames no quintal; verificar se as calhas não estão entupidas; e colocar areia nos pratos dos vasos de planta, entre outras iniciativas do tipo.

A campanha terá a adesão também de todas as secretarias municipais, além do Governo do Estado, Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), Forças Armadas, entre outros.

Sintomas

Os sintomas da febre Chikungunya são febre alta, dor muscular e nas articulações, cefaleia e exantema e costumam durar de três a 10 dias. A letalidade da Chikungunya, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), é rara, sendo menos frequente que nos casos de dengue.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui