Marroquinos se despedem de menino que morreu em poço

Enlutados se reúnem durante o funeral de Rayan Awram nesta segunda (7) — Foto: Chakir Lakhlifi/Reuters

Centenas de pessoas se reuniram para prestar suas últimas homenagens nesta segunda-feira, 7, ao menino marroquino que morreu no sábado após um esforço de dias para resgatá-lo de um poço.

Rayan Awram, de 5 anos, caiu no poço na vila de Ighran na terça-feira. Seu corpo foi finalmente retirado na noite de sábado, depois que equipes de resgate escavaram grande parte de uma encosta adjacente e depois abriram um túnel em direção ao fundo do poço.

Centenas de pessoas escalaram a estrada montanhosa e não pavimentada que leva ao cemitério em Ighran, perto de Chefchaouen, no norte do Marrocos, onde esperaram horas pelo funeral para observar os rituais muçulmanos.

“Tenho mais de 50 anos e nunca vi tantas pessoas em um funeral. Rayan é filho de todos nós”, disse um morador.

Havia tantos presentes que nem todos cabiam no cemitério da vila e no local de oração. Duas grandes tendas foram erguidas em frente à casa da família para as condolências.

“A morte de Rayan renovou a fé na humanidade, pois pessoas em diferentes idiomas e de diferentes países têm expressado solidariedade”, disse outro morador.

No sábado, as condolências aos pais também vieram do rei Mohammed VI, do papa Francisco, do presidente francês Emmanuel Macron, do governante de Dubai, Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, e outras personalidades.

Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui