Maternidade Dr. Moura Tapajóz inicia programação alusiva ao ‘Agosto Dourado’

Foto: Divulgação / Semsa

Com ações voltadas ao esclarecimento e à sensibilização sobre a importância da amamentação, a maternidade Dr. Moura Tapajóz, da Prefeitura de Manaus, deu início, nesta terça-feira, 3/8, pela manhã, à programação oficial de atividades educativas municipais, em alusão à Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM) e ao Agosto Dourado.

Este ano, o tema definido pela Aliança Mundial para Ação de Aleitamento Materno (em inglês, World Alliance for Breastfeeding Action – Waba) é “Proteja a amamentação: uma responsabilidade compartilhada”.

Foto: Divulgação / Semsa

A iniciativa, em Manaus, é coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Núcleo de Saúde da Criança e do Adolescente e da Rede Cegonha.

A mesa de abertura foi composta pela secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe; pela diretora do Departamento de Atenção Primária da Semsa, Sonja Ale Girão; pela chefe do Núcleo de Criança e Adolescente da Semsa, Ivone Amazonas; e pela responsável pelo Cantinho da Amamentação da Moura Tapajóz, Lílian Aguiar.

Segundo ela, os profissionais de saúde da Semsa, tanto na maternidade quanto nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estão preparados para auxiliar as puérperas a amamentar. “Mães, não desistam de amamentar. Procurem informações, procurem atendimento e nós estaremos preparados para acolher e orientar da melhor forma”, completou a secretária.

Foto: Divulgação / Semsa

Durante o evento, houve a entrega de certificado para Sirlley Maria da Silva, que doou inacreditáveis 26 mil mililitros de leite humano, em apenas três meses (de maio a julho de 2021), tendo sido a maior doadora do posto de Coleta de Leite Humano da Maternidade Dr. Moura Tapajóz no ano, mesmo em tão curto período de doação. “Para mim, é muito gratificante saber que esse leite está ajudando bebês que precisam, como aqueles que estão na UTI ou filhos de mães HIV+ ou que morreram, e não só os bebês, mas também as mães que se angustiam por não poder amamentar seus filhos. É muito emocionante”, relatou Sirlley.

A enfermeira Lílian Aguiar também abordou a importância da doação de leite humano. “Todas as mães que têm excedente de leite materno podem doar ao Cantinho da Amamentação da Moura Tapajóz, inclusive aquelas que não tiveram seus filhos na maternidade”, observou.

A ação ainda contou com uma mesa-redonda sobre o tema “Proteja a amamentação: uma responsabilidade compartilhada”, da qual participaram a médica neonatologista Briza Rocha, a psicóloga Raquel Floriano e a enfermeira Maria Alice Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui