Mulher morre durante tiroteio com justiceiros, na Zona Norte

Foto: Rubemar Oliveira / Correio da Amazônia

Uma mulher, identificada a princípio como ‘Brenda’, morreu com um tiro no peito, na noite desta quarta-feira (7), após se envolver em um assalto na companhia de outros três homens, que conseguiram fugir. Dois irmãos, de 10 e 13 anos, e uma grávida de três meses, foram baleados durante o tiroteio entre os suspeitos e dois ‘justiceiros’, na comunidade Gustavo Nascimento, no bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus.

De acordo com o tenente Abel Cid, do Comando de Policiamento Ostensivo (CPO-Norte), os suspeitos haviam cometido um arrastão dentro de um ônibus da empresa Rondônia, da linha 640. Na fuga, os criminosos foram surpreendidos a tiros por um justiceiro, que segundo testemunhas seriam dois vigilantes da empresa Friotrans.

Na ocasião, um grupo de evangélicos que estava em uma Kombi branca, placa JWP-7167, seguia para um culto no bairro, quando foi abordado pelos criminosos na rua Lírio das Pedras. Os suspeitos tentaram tomar o veículo de assalto, mas acabaram sendo alvejados a tiros por dois homens, que se identificaram como seguranças. Os três homens conseguiram fugir.

A mulher morreu com um tiro no peito durante o assalto- Foto: Rubemar Oliveira

Durante a ação, dois irmãos, de 10 e 13 anos, além de Luciane Corrêa da Silva, de 22 anos, foram baleados. As vítimas foram socorridas e levadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Dr. Platão Araújo, na Zona Leste. A mulher foi atingida com um tiro no abdômen, enquanto as crianças ficaram atingidas de raspão perto da coluna e outro na coxa direita. As vítimas foram submetidas a procedimentos cirúrgicos.

A perícia criminal do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) informou que a mulher foi atingida com um tiro no peito. O corpo da mulher foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). Na cena do crime, 11 cápsulas de revólver calibre 38 foram recolhidas. O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui