Najila Trindade é indiciada por extorsão, fraude processual e denúncia caluniosa

Najila e seu advogado Cosme Araújo à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher - Fernando Dantas/Gazeta Press

A modelo Najila Trindade Mendes de Souza foi indiciada, na manhã desta terça-feira (10), por extorsão, fraude processual e denúncia caluniosa após acusar o jogador Neymar de estupro. A investigação é da Polícia Civil de São Paulo.

Najila ficou conhecida após denunciar Neymar por um suposto abuso sexual cometido contra ela no dia 15 de maio, em Paris, na França. O ex-marido da modelo, Estivens Alves, também foi denunciado por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

Indiciamento

Dois inquéritos policiais estavam sob os cuidados do 11ºDP (Santo Amaro) envolvendo o jogador Neymar.

As peças são desdobramentos do caso investigado e encerrado junto à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher.

O caso

A modelo chegou a dizer em junho que o jogador a segurou violentamente, bateu e cometeu o ato se o uso de preservativo.

“Ele me segurou violentamente, me bateu, e cometeu o ato sem preservativo. Ele me estuprou”, relata. Ela disse que foi até Paris com a intenção de ficar com o jogador, de forma consensual, mas tudo mudou quando Neymar começou a ficar agressivo.

Em entrevista ao programa Cidade Alerta, da TV Record, o pai de Neymar afirmou que a suposta agressão ocorrida em um quarto de hotel em Paris foi na verdade um ato para o jogador se defender e evitar ser atingido por uma garrafa de vinho.

Fonte: Diário do Nordeste/Via G1


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui