Nego do Borel é indiciado por violência doméstica contra ex-namorada

Nego do Borel - Foto: Reprodução / Instagram

Indiciado pela polícia pelo crime de lesão corporal no âmbito da violência doméstica praticado contra uma de suas ex-namoradas, a assessora de imprensa Swellen Sauer, o cantor Leno Maycon Viana Gomes, o Nego do Borel, tem, no currículo, um histórico de agressões e polêmicas que o levaram ao noticiário policial por diversas vezes.

O indiciamento, feito pela delegada Giselle do Espírito Santo, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, se deu após a conclusão das investigações, concluídas nesta terça-feira (20/7), e, segundo o Extra, mostraram que a jovem sofreu diversas violências praticadas pelo artista, mesmo comportamento que teve com outra companheira, a atriz Maria Eduarda Reis Barreiro, a Duda Reis. Outras mulheres também denunciaram o cantor.

Quatro ex-namoradas de Negor do Borel denunciaram agressões – Foto: Reprodução

Swellen

Em julho de 2015, a assessora de imprensa Swellen Sauer, que namorou Nego por cerca de dois anos, denunciou Nego e afirmou à imprensa que os ciúmes do cantor resultavam em constantes as brigas entre o casal. Ela enumerou diversos momentos, entre eles uma briga em que o cantor teria tentando enforcá-la com o fio do carregador de celular.

“Ele não gostou porque eu encontrei um outro MC com quem havia trabalhado e tentou me enforcar com o carregador do celular. Não foi nada grave, mas ficava com medo”, minimizou ela, que descartou denunciá-lo à polícia. “Na época, eu era assessora de imprensa dele e tinha que preservar a sua imagem. De vez em quando o clima esquentava, então eu fechava os olhos, fazia uma oração e tirava o time de campo”, disse na época a jornalista, que chegou a lançar, em 2016, o livro “Nasci para ser traída”, no qual narra a relação conturbada com Nego do Borel.

Mesmo trabalhando com o cantor, Swellen não o acompanhava com frequência e garante ter sido traída com diversas mulheres, entre elas Crislaine Gonçalves, que chegou a namorar o cantor posteriormente. “Ele sempre me traiu, mas chegou um momento que não suportei mais”, lamentou. “Ele é um menino que cresceu muito rápido. Tinha 20 e poucos anos, grana e muita mulher em cima”, lembra.

Crislaine

No entanto, Crislaine também acusou o cantor de agressão, em julho de 2015, quando usou o Facebook para se queixar de ter apanhado de Nego no final da festa de aniversário dele. Com a repercussão, o artista alegou que a conta da moça havia sido hackeada , mas Crislaine confirmou a história e relatou outras brigas e agressões para amigos íntimos. Por medo da disputa judicial com o famoso, ela não levou o caso à justiça.

Julia

Outra que apontou o dedo para Nego do Borel, em dezembro do ano passado, foi a modelo Julia Schiavi, que namorou Nego do Borel antes da modelo Duda Reis, outras duas agredidas pelo cantor, de acordo com denúncias feitas por elas. Julia abriu o verbo contra Nego após a notícia do fim do noivado com Duda por traição da parte do cantor. No desabafo, Julia afirmou que o universo da da fama é “sujo e podre”. “Mulheres, não gastem o tempo de vocês com alguém que não te respeita”, desabafou.

Duda

Ao mesmo tempo, Duda gritou aos quatro ventos que sofreu ameaças de Nego do Borel e que foi agredida fisicamente, diversas vezes, pelo então noivo: “Sofri, sim, agressão física, já tiveram episódios que ele me empurrou. Num deles eu caí tão forte em cima de várias cadeiras e me machuquei. Um amigo dele, que é uma figura pública, entrou no meio para apartar e poder segurar. Isso vai fazer parte de um dos BOs de agressão que estou abrindo contra ele”, afirmou após o término da relação.

“Não foi a primeira, não foi a única agressão, assim como todas as agressões verbais que eu ouvia, e todas as manipulações também. Eu era muito manipulada a sempre defendê-lo”, completou ela, lembrando ainda que recebeu ameaças contra seus pais: “Ele dizia que eu brigava com cachorro grande, dizia que ia mandar matar minha família”.

Nego também registrou uma queixa contra Duda por injúria, calúnia e difamação na 42ª DP, do Recreio. Em nota, o cantor admitiu ter traído a atriz. “Sim, houve traição, que foi um erro que eu não me orgulho. Me arrependo muito”, disse.

Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui