Novo Ensino Médio: IFs aprofundam conhecimentos em áreas de interesse do aluno

Foto: Euzivaldo Queiroz/Seduc-AM

Os Itinerários Formativos (IFs) – uma das novidades do Novo Ensino Médio (NEM) – tratam do conjunto de disciplinas, projetos, oficinas e núcleos de estudo, entre outras situações de trabalho que os estudantes poderão escolher durante o Ensino Médio. As redes de ensino terão autonomia para definir quais os Itinerários Formativos vão ofertar, considerando um processo que envolva a participação de toda a comunidade escolar.

O Novo Ensino Médio começa a ser implementado em todas as escolas públicas e privadas do país no ano letivo de 2022. Na terça-feira (04/01), o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, apresentou as principais mudanças que devem ocorrer durante a total implantação do novo currículo.

Foto: Euzivaldo Queiroz/Seduc-AM

Para o ano letivo de 2022, as novas regras vão começar de forma progressiva. A 1ª série do Ensino Médio vai passar por alterações ainda este ano. Em 2023, será a vez da 2ª série, e a inclusão da 3ª série ocorrerá em 2024.

“O nosso governador nos estimulou à implantação do NEM desde  início da gestão, e é necessário que haja uma interação, e troca de experiências entre estudantes e corpo docente. A partir de agora, o estudante não só vai refletir, mas vai poder opinar”, explica Kuka Chaves, secretária de Educação e Desporto.

Na prática, os Itinerários Formativos (IFs) garantem aos estudantes o diálogo com projetos que envolvam as áreas de interesse que mais estimulem sua visão de futuro. Cada estudante fará sua escolha e poderá trocá-la anualmente, caso mudem de áreas de interesse.

Foto: Euzivaldo Queiroz/Seduc-AM

Projeto de vida – Consiste em um trabalho pedagógico intencional, estruturado, planejado e contínuo, que deverá perpassar as três séries do Ensino Médio, de modo que fomente a promoção do autoconhecimento, da cidadania, da ética, do protagonismo estudantil, bem como o conhecimento, acerca do mundo do trabalho e planejamento do projeto de vida dos estudantes.

A finalidade dessa unidade curricular é a de contribuir na (re)construção dos projetos de vida dos estudantes, além de auxiliá-los nas reflexões de suas trajetórias de vida e de planejamento voltado às dimensões pessoais, sociais e profissionais considerando as potencialidades e os desafios globais e regionais.

Projetos Integradores – Correspondem a iniciativas de trabalho globalizadores, capazes de permitir a integração de diferentes componentes e das áreas de conhecimento, por intermédio de processos de ensino e de aprendizagem contextualizados e significativos.

Cultura Digital – Permite ao estudante a ampliação de seus conhecimentos acerca do uso responsável das mídias digitais de maneira qualificada e ética, bem como conhecer, de forma introdutória, linguagens de programação, utilizando  metodologias inovadoras e sendo avaliada por meio de observações e produção de um  produto final.

Tem como proposta refletir sobre as tecnologias digitais, seu desenvolvimento e impactos no mundo contemporâneo, abordando aspectos sociais, econômicos e culturais, assim como o levantamento de questões sobre as mudanças significativas que a cultura digital tem provocado na sociedade.

Educação Financeira e Empreendedora – Este Itinerário Formativo visa promover a reflexão acerca da compreensão da importância dos conhecimentos voltados para a educação financeira, fiscal e empreendedora, desenvolvendo habilidades empreendedoras capazes de transformar ideias em soluções inovadoras.

Formação Geral Básica – Além dos IFs, o NEM é composto ainda pela  Formação Geral Básica (FGB), na qual o currículo é comum a todos os estudantes. A FGB contempla quatro áreas de conhecimento: Matemática e suas Tecnologias, Linguagens e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui