O PT ainda não sabe quem apoiará para o Governo do Amazonas

Governador Wilson Lima e ex-governador Amazonino Mendes - foto: recorte/montagem

Quando o assunto é campanha para cargos majoritários no Amazonas, o PT ainda não se decidiu por candidatura própria ou se vai apoiar um dos nomes já confirmados para o Governo e ao Senado.

As opções lançadas recentemente, indicando João Pedro e Francisco Praciano para os cargos majoritários, não foram aprovadas pelas forças internas do partido, tanto que Praciano deve se lançar a deputado estadual no pleito deste ano.

Sobre este assunto, o deputado federal, Zé Ricardo, diz que os diálogos tratados na direção nacional da legenda, sobre pré-candidatos, no caso, Wilson Lima, que busca a reeleição, ou Amazonino Mendes, que tenta um novo mandato, não tem uma posição definida e nem é certo que se chegará a uma definição.

“A posição dos coletivos internos não é oficial, portanto, é preciso uma reunião de todas as forças políticas para saber a opinião de cada um para definir esses pontos. Tem gente que acha que é dono do partido, mas as lideranças regionais não decidem. O PT é nacional e, da mesma forma, as decisões tomadas”, salientou o deputado.

Candidatura própria

O parlamentar admite que o PT-AM precisa de um candidato. “Eu continuo defendendo que essa é a oportunidade do PT ter uma candidatura própria para defender o palanque do Lula e motivar a militância e simpatizantes do PT para se envolverem na campanha”, pontuou.

O apoio a uma outra candidatura, segundo Zé Ricardo, pode não ter a mesma motivação. “Esse momento é histórico, em que Lula tem grandes chances e o Amazonas acredita nessa vitória, para superar o bolsonarismo existente na capital”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui