O que você precisa saber antes de se preparar para o exame da OAB

Alguns mitos e desinformações pairam acerca do tema e podem confundir os candidatos ao exame/Foto: Divulgação

Devido à pandemia de Covid-19 no país, a Coordenação Nacional do Exame de Ordem da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) optou por remarcar a data da segunda fase da prova da OAB, visando trazer mais segurança para quem irá realizar e aplicar o exame. Sendo assim, a prova ocorrerá no início de dezembro (06), possibilitando mais dias de dedicação aos estudos e revisões.

Ano após ano, futuros advogados se preparam por um longo período para a realização do Exame de Ordem. Contudo, alguns mitos e informações contraditórias surgem acerca do tema e podem confundir quem está estudando e se preparando para esse momento tão importante. Por isso, separamos abaixo algumas informações para desmistificar o exame da OAB e colaborar com os estudos dos candidatos.

O exame é obrigatório para quem se formar em Direito?

Não! Esta questão é uma das grandes dúvidas, tanto para quem estuda Direito, quanto para pessoas de outras áreas. Na realidade, apenas profissionais que desejam seguir carreira como advogados necessitam da aprovação no exame, possibilitando a ativação do registro na OAB, que garante o direito de exercer a profissão. No entanto, algumas carreiras públicas também possuem a exigência do registro.

Ademais, a faculdade de Direito possibilita uma vasta área de atuação, além da advocacia.

Quem reprova na segunda fase deve fazer o próximo exame desde a primeira fase?

Este é outro tema que pode confundir e desestabilizar os candidatos. O exame da OAB garante aos candidatos uma espécie de “repescagem”. Ou seja, uma maneira de reaproveitar a prova apenas para quem foi aprovado na primeira fase, que é a prova objetiva, e que não atingiu a pontuação necessária na segunda fase, que tem um viés prático-profissional.

No entanto, em caso de candidatos que não realizaram a prova da segunda fase, essa regra da repescagem não é válida. Além disso, se perder a chance ou reprovar novamente pela repescagem, é necessário refazer todo o exame (desde a primeira fase) na próxima tentativa. Ou seja, não há uma repescagem da própria repescagem.

O preparo para o exame da OAB requer tempo e empenho

É fato! Por isso, não dá para querer estudar da noite para o dia às vésperas da prova. Sendo assim, estudantes que ainda estão na graduação já podem dar início aos estudos, seja realizando simulados e provas anteriores, ou até mesmo produzindo resumos e revisões das matérias. Isso vai garantir que o conteúdo, de fato, seja aprendido e fixado na mente. Além disso, existem cursos preparatórios e conteúdos online que ajudam bastante nos estudos até a realização da prova.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui