Obama confirma assassinato de voluntário americano Kassig

Momento em que EI executada Kassig e soldado/Foto: Reprodução

Momento em que EI executada Kassig e soldado/Foto: Reprodução
Momento em que EI executa Kassig e soldado/Foto: Reprodução

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confirmou ontem, domingo (16), a morte do voluntário americano Peter Kassig, que passou a se chamar Abdul-Rahman Kassig, após se converter ao Islã, denominando sua decapitação pelas mãos de membros do grupo Estado Islâmico de ato de “pura maldade”.

“Abdul-Rahman foi tirado de nós em um ato de pura maldade praticado por um grupo terrorista que o mundo corretamente associa com a desumanidade”, declarou Obama, em um comunicado divulgado a bordo do avião presidencial Air Force One, durante sua viagem de retorno aos Estados Unidos, após visita de Estado à Ásia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui