Operação ‘Tamoiotatá’ apreende 700 metros de madeira ilegal em Canutama

Foto: Divulgação PMAM

Durante a operação “Tamoiotatá”, do Governo do Estado, aproximadamente 700 metros cúbicos de madeira ilegal foram apreendidas. A ação desencadeada pelo Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb), com o apoio do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), ocorreu na quinta-feira (24/06), no município de Canutama (a 619 quilômetros da capital).

A apreensão aconteceu por volta das 17h, durante a fiscalização dos agentes no pátio de uma empresa. No momento em que os policiais realizaram a conferência de documento e da madeira existente, confrontaram com as informações fornecidas pelo responsável e, ao visitarem a área, foi identificado um excedente de 73,12m³ de madeira em tora, sendo um desacordo com a documentação apresentada.

Foto: Divulgação PMAM

O proprietário do local foi autuado por crime ambiental. A autoridade estipulou uma multa e os policiais militares apreenderam a madeira ilegal.

Operação – Por meio da “Tamoiotatá”, as equipes de fiscalização, coordenadas pelo Ipaam, estão em campo desde 1º de abril. A proposta é atuar previamente contra o desmatamento, para diminuir a quantidade de áreas prontas para a queima no período de estiagem, no segundo semestre do ano. A área prioritária de atuação tem sido o Sul do Amazonas, que concentra a maior quantidade de crimes ambientais do gênero.

Foto: Divulgação PMAM

Além do Batalhão Ambiental e do Ipaam, a ação interinstitucional do Governo do Amazonas conta com a atuação da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), bem como da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui