‘Ovos da P&G’ piorou de gosto e mudou de cor, agora ficou marrom

Dieta a base de ovo estragado na P&G, em Manaus - foto: recorte

Depois de o Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, denunciar o tratamento precário dado à alimentação dos funcionários da empresa americana Procter & Gamble (P&G), por uma diretora gerente geral oriunda de Porto Rico, no Polo Industrial de Manaus (PIM), ela não só retirou a salsicha do cardápio como resolveu introduzir ‘ovos com gosto de sabão em pó’, no almoço dos trabalhadores.

Os ovos da P&G também adquiriram uma tonalidade marrom, iguais aqueles que passam pela chocadeira mas o pinto não nasceu. Nesse sentido, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Valdemir Santana, que está aniversariando neste dia 05 de dezembro, foi taxativo: “Não tem jeito. Vamos parar a empresa. Se eles querem queda de braço com o Sindicato, então vão ter”.

Os metalúrgicos veem denunciando “estranhas misturas” sendo servidas aos trabalhadores há bastante tempo, mas a diretoria da P&G insiste em ‘piorar em vez de melhorar’ e continua a impressionar a população do Amazonas com seu cardápio cada dia mais estranho e indigesto.

Há meses a P&G está servindo este tipo de alimentação aos seus trabalhadores – foto: recorte

Valdemir diz que tem recebido inúmeras denúncias de trabalhadores da P&G e até já constatou a ‘gororoba’, que eles servem no almoço e no café da manhã.

Uma das 10 piores

Com 2.100 trabalhadores, sendo mais da metade ganhando salário mínimo e sofrendo pelas péssimas condições de trabalho, a P&G conseguiu entrar no ranking das dez piores empresas a operar no Polo Industrial de Manaus (PIM).

“Pelo que tudo indica, ela quer liderar, mas nós vamos acabar com a festa antes que alguém saia envenenado de lá”, finaliza Valdemir Santana.

Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, Valdemir Santana – foto: recorte

Aniversário do Presidente Valdemir Santana

Na comemoração do aniversário do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos e da CUT-AM, Valdemir Santana, neste dia 05 de dezembro, estarão reunidos os principais presidentes de sindicatos filiados à Central Única dos Trabalhadores do Estado do Amazonas, trabalhadores e lideranças de movimentos sociais, em um só evento.

Valdemir, como é de sua competência e meta, está pautando o dia do seu aniversário para um bate papo com amigos, trabalhadores, lideranças, mas, também, com pessoas empenhadas na luta de defesa dos direitos sociais, políticos e trabalhistas dos cidadãos amazonenses.

Dessa confraternização pode até a sair da decisão de fazer uma representação criminal e danos à saúde do trabalhador contra a P&G, tanto na Vigilância Sanitária como em instituições policiais.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui