Brasil Política

Para escapar, Temer liberou R$ 1 Bilhão em emendas nos últimos 30 dias

Oos trabalhos sofreram atraso e já há quem fale em votação no plenário no final de outubro ou até 15 de novembro.
Redação
Escrito por Redação

Para fazer com que a segunda denúncia na Câmara tenha o mesmo destino da primeira e seja engavetada, Michel Temer abre os bolsos.

Na tarde desta terça (10), a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara começou a dar andamento no rito para avaliar a denúncia sobre organização criminosa, oferecida pela Procuradoria-Geral da República.

Temer quer repetir o script para se salvar. Somente no último mês, empenhou R$ 1 bilhão em emendas parlamentares.

Os trabalhos sofreram atraso e já há quem fale em votação no plenário no final de outubro ou até 15 de novembro.

O relatório sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer por organização criminosa e obstrução de justiça será lido hoje (10) na Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara a partir de 15h, iniciando um processo que o governo pretende tratar como uma reedição da primeira denúncia.

Os oposicionistas reclamaram muito, hoje, dos recursos que já começam a ser negociados para posterior liberação em troca da votação dos deputados favorável ao governo.

Dados divulgados por deputados do PT, PCdoB e até do PMDB são de que foram empenhados nos últimos 30 dias R$ 1 bilhão em emendas parlamentares, para liberação após a votação da matéria no plenário da Câmara.

“É a velha prática em ação. Não tem jeito, o governo está lançando mão de todos os subterfúgios que dispõe para tentar salvar a pele desse presidente que além de ilegítimo, possui a maior taxa de impopularidade da história”, disse Chico Alencar (Psol-RJ).

247

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário