Para protestar contra decreto de Bolsonaro, trabalhadores do PIM vão paralisar atividades

Aumenta o número de trabalhadores descontentes no PIM; sindicato aperta o cerco - foto divulgação

Trabalhadores do Polo Industrial de Manaus (PIM) prometem paralisar as atividades na próxima segunda-feira (28). A ação é uma forma de protesto contra o decreto do presidente Jair Bolsonaro que reduz em 25% o Imposto sobre os Produtos Industrializados (IPI).

O decreto representa uma ameaça aos empregos do parque fabril local e, por conseguinte, ao modelo Zona Franca de Manaus. Mais de 10 mil trabalhadores já assinaram um documento no qual pedem a revogação do decreto.

O governo federal havia garantido uma revisão do documento com a exclusão da medida para produtos fabricados na ZFM. No entanto, nada foi feito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui