Parque dos Gigantes da Floresta ganha maquetes eletrônicas

Foto : Divulgação / Implurb

Com o edital enviado para a Comissão Municipal de Licitação (CML), a Prefeitura de Manaus avança nos projetos estruturantes urbanísticos previstos na gestão David Almeida, como é o caso do parque Gigantes da Floresta, em um trecho de prolongamento do Mindu, na avenida Natan Xavier, Novo Aleixo, zona Leste.

A obra é ainda resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Manaus e o governo do Estado, para a construção da estrutura urbana de grandes proporções, temática, multigeracional e habitacional em uma área de 2,3 quilômetros.

Para ter uma melhor descrição urbana e dos cenários do futuro parque, equipes do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) produziram maquetes eletrônicas para estudos de modelagem, volumetria, composição e interferências do projeto. A maquete eletrônica é um recurso de computação gráfica para transformar desenhos 2D (duas dimensões) em ilustrações que se aproximam da realidade e trazem perspectivas do projeto e sua instalação.

Foto : Divulgação / Implurb

Segundo o prefeito David Almeida, o parque foi desenhado e concebido para atender a carência por espaços de qualidade entre as zonas Leste e Norte, incluindo um trecho temático para os públicos de crianças a idosos, um diversificado grupo da nossa população, incluindo pessoas com deficiência (PcDs) e com mobilidade reduzida.

O complexo contará ainda com um Centro de Atendimento Psicossocial (Caps), com 626,20 metros quadrados, com consultórios, enfermagem, administração, espaço de convivência e toda a estrutura para prestar um serviço de qualidade à população.

Foto : Divulgação / Implurb

“O processo já está na Comissão de Licitação e esperamos que seja finalizado, para lançamento do edital, em até 15 dias. Nosso cronograma inclui que o prefeito David Almeida possa dar ordem de serviço por volta de outubro, para início das obras”, disse o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente.

Foto : Divulgação / Implurb

Descrição urbana e dos cenários animados

A área do parque corresponde a 134.870,30 metros quadrados, com ciclovia e pista de caminhada de 1.500 metros. Referente a estacionamento, são 212 vagas para carros e 71 para motos. O projeto contempla, ainda duas quadras poliesportivas; cinco quadras de areia; três playgrounds e mais um inclusivo; cinco quiosques; um playpet, três academias ao ar livre; cinco paraciclos; um skate park; um espaço multiuso para zumba e outras manifestações artísticas; três torres habitacionais de interesse social, totalizando 180 unidades; cinco conjuntos de banheiros públicos; sete cenários animados temáticos, com rampas de escaladas, escorregadores, área molhada, entre outros brinquedos lúdicos; e um Caps que ficará no sentido oposto às esculturas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui