Partido Novo não declara apoio a ninguém no segundo turno

João Amoêdo, candidato do Novo, recebeu 2.679.728 votos - Foto: Divulgação

O partido Novo, do ex-presidenciável João Amoêdo, que ficou em quinto lugar na votação de primeiro turno, anunciou nesta terça-feira (9) que não apoiará nenhum candidato no segundo turno das eleições presidenciais, que serão disputadas entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Estreante em eleições, Amoêdo recebeu 2.679.728 votos no domingo (7), fechando o primeiro turno em quinto lugar.

Em nota, o partido afirmou que “o cenário presidencial no segundo turno não é aquele que desejávamos” e que “o Novo não apoiará nenhum candidato à Presidência” (leia a nota completa ao final).

O partido, entretanto, se posicionou contra o PT, alegando que a legenda possui práticas opostas às defendidas pelo Novo.

Apesar da neutralidade na eleição nacional, o candidato do Novo ao governo de Minas Gerais, Romeu Zema, que avançou para o segundo turno, afirmou à agência Estadão Conteúdo que vai estabelecer conversas com a campanha do deputado do PSL para analisar um eventual apoio ao ex-capitão do Exército.

João Amoêdo, candidato do Novo, recebeu 2.679.728 votos – Foto: Divulgação

Amoêdo não declarou publicamente apoio a nenhum candidato, mas já elogiou Paulo Guedes, conselheiro econômico de Bolsonaro.

Veja a nota completa:

“O Novo obteve importantes conquistas e sai fortalecido das eleições de 2018.

No entanto, o cenário presidencial no segundo turno não é aquele que desejávamos.

Manteremos nossa coerência e nossa contribuição à sociedade se dará através da atuação da nossa bancada eleita, alinhada com nossos princípios e valores.

O Novo não apoiará nenhum candidato à Presidência, mas somos absolutamente contrários ao PT, que tem ideias e práticas opostas às nossas”.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui