Paulo Guedes: o ministro que odeia pobres e servidores públicos

Seu Dinheiro Guedes é contestado por entidade de domésticas após fala polêmica - foto: recorte/arquivo

Independente de seus conhecimentos técnicos e econômicos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, que vem lá da turma de Chicago – EUA, mostrou nas últimas semanas que não gosta de servidor público e odeia pobre.

Primeiro, disse que servidor é um “parasita”.

Na quarta-feira (12), defendendo a alta do dólar, disse que quando a moeda americana valia R$ 1,80, “as empregadas domésticas iam para a Disney”, o que, no seu conceito, é inadmissível pobre viajar de avião e ir ao exterior. É como se ele fosse melhor que os outros brasileiros.

“É uma pena, mas esse ministro diz tanta besteira que mais parece um coronavírus verbal”. “Por qué no te callas?”, Ariano Suassuna – Você foi a Disney?

Só que o severo críticos dos pobres e servidores públicos, Guedes recebe R$ 8,2 mil por mês com auxílios para morar e comer e diárias pelos expedientes que faz no Rio de Janeiro, incluindo as datas sem agenda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui