Pedido de impeachment está ‘contaminado’ pela campanha política, diz Governador

Governador Wilson Lima - Foto: Divulgação

Novo pedido de impeachment do governador Wilson Lima, segundo ele, está contaminado pelo processo político eleitoral que está em curso e, que tem os ex-governadores Amazonino Mendes e David Almeida no embate do segundo turno para a prefeitura de Manaus.
O documento do impeachment foi protocolado na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na terça (17), pelos presidentes do Conselho Regionais de Administração e Economia do Amazonas, simulando uma repetição do pedido de impedimento anterior, que apontava suposta participação do governador na compra de respiradores superfaturados.
Leia nota na íntegra, distribuída pela Secretaria de Comunicação do Governo:
    
NOTA
O governador Wilson Lima afirma que o aditamento feito, com novos documentos protocolados, nada acrescentam ao pedido de impeachment já arquivado pela Assembleia Legislativa do Estado, quando ficou comprovado que as acusações não tinham o menor fundamento jurídico. 
Para o governador, mais uma vez, a iniciativa está contaminada pelo processo político-eleitoral, do qual ele não faz parte, em que grupos políticos de oposição coordenam uma campanha caluniosa e difamatória, na tentativa de desacreditar o trabalho que vem sendo conduzido de forma acertada pela administração estadual no enfrentamento da grave crise sanitária provocada pela pandemia de Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui