PF prende quadrilha de câmbio ilegal em Roraima

Ação também ocorre no AM, SP, MG, ES, GO e DF - Foto: Divulgação

A Polícia Federal em Roraima deflagrou na manhã desta terça-feira (10) a operação ‘Capilé’ que investiga corrupção, operação de câmbio ilegal, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A ação também ocorre nos estados do Amazonas, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e o Distrito Federal. Há 29 mandados de busca e apreensão, oito de prisão e três de afastamento de servidores públicos do cargo.

Segundo a PF, a ‘Capilé’ mira um grupo de pessoas que coletava euro e dólar nas fronteiras de Roraima com a Venezuela e a Guiana para fazer câmbio ilegal.

Os investigados guardavam o dinheiro em uma casa em Boa Vista e depois transportavam, de R$ 100 mil a R$ 200 mil para Brasília e São Paulo, onde a moeda era entregue em casa de câmbio e os valores gerenciados pelo chefe da organização criminosa.

Na apuração, a PF descobriu que os suspeitos também cometiam crimes fiscais na zona Franca de Manaus e Área de Livre Comércio em Boa Vista, mediante a aquisição de empresas de fachada por R$ 5 mil a R$ 10 mil. A ação contava com o envolvimento de contadores e sócios laranjas.

Ação também ocorre no AM, SP, MG, ES, GO e DF – Foto: Divulgação

Com os benefícios fiscais a partir das empresas de fachada, os investigados adquirem ilicitamente mercadorias com incentivo fiscal de empresa distribuidora em Goiânia.

As mercadorias, segundo a PF, não era remetidas à área com benefício fiscal, sendo destinadas a outros estados da federação, com aproveitamento criminoso de benefício fiscal e envolvendo pagamento de propina a servidores públicos da SEFAZ e SUFRAMA de Manaus e Boa Vista para possibilitar as práticas criminosas.

Os investigados estão sendo interrogados e indiciados pelas práticas criminosas nas sete unidades da federação. As investigações continuam com análise do material apreendido na operação.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui