Planejamento da concessionária permite que água retorne antes do previsto

Foto: Divulgação

O trabalho rápido de manutenção na Estação Elevatória de Água Tratada da Manaus Ambiental, localizada no Campos Elíseos, permitiu que o abastecimento de água em alguns bairros das zonas Norte e Oeste fosse normalizado em menos de 12 horas, reduzindo a previsão inicial de 36 horas para retorno do fornecimento.

Bairros como a Compensa, Planalto e Campos Elíseos, nas zonas Oeste e Norte da cidade, sentiram pouco os efeitos da paralisação, que em alguns lugares ocorreu por somente poucas horas. Os moradores foram informados com antecedência pela concessionária e puderam se prevenir reservando água, como foi o caso da dona de casa, Edivania Clemente, moradora da Compensa há sete anos. “Fiquei aflita ao ver na televisão que poderíamos ficar sem água. Somos uma família de sete pessoas em casa e corri para reservar, mas para minha surpresa acordei na quinta-feira com tudo normal. Não faltou água aqui em casa e nem nos meus vizinhos”, disse.

No D. Pedro I, no bairro Planalto, e no Belvedere, no Campos Elíseos, os usuários também se prepararam. Lá, a água retornou em poucas horas. “Ficamos sem água apenas numa parte da manhã, mas durou pouco tempo. Ficamos sabendo porque ouvimos pelo rádio e lemos no jornal e estocamos água para evitar o desabastecimento”, informou o estudante de medicina, Hudson Horta.

Foto: Divulgação

A manutenção programada foi realizada para garantir o pleno funcionamento da unidade e evitar interrupções no fornecimento. A ação foi necessária para reforçar a segurança operacional dos equipamentos e assegurar a regularidade do abastecimento de água e, consequentemente, a melhoria do serviço. Para a realização do trabalho foi preciso interromper o abastecimento de água nas zonas Norte e Oeste, na última quarta-feira (22), a partir de 21h.

“Fizemos a manutenção preventiva do inversor de média tensão na estação do Campos Elíseos, um equipamento vital para o funcionamento das bombas, que reduz o risco de eventuais interrupções. O retorno do abastecimento de água estava previsto para até 36 horas, após a conclusão dos serviços, mas conseguimos trabalhar com eficiência e celeridade e na própria madrugada de quarta-feira (22) já estávamos religando a estação”, explicou o diretor de operações da Manaus Ambiental, Luiz Couto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui