Colunas Max Diniz

A Plasticidade Benéfica – por Max Diniz Cruzeiro

Neuro cirurgião Max Diniz Cruzeiro (DF)
Avatar
Escrito por Redação II

A plasticidade também tem seu efeito benéfico quando ela contribui para proliferação e diferenciação celular devolvendo a função para a região do sistema nervoso ou adaptando o indivíduo que sofreu uma ação de degradação colaborando para a plasticidade cerebral

Os cegos possuem uma acuidade auditiva no geral mais desenvolvidas que pessoas videntes. Outros casos de cegos desenvolvem uma visão tátil mais apurada que pessoas que têm a visão perfeita (videntes).

O estudo em experimentos é realizado a partir da sutura nos dois olhos, através de experimentos comportamentais em cobaias. O estudo em gatos suturados foi possível comparar o desempenho da audição e a percepção somestésica com um grupo de controle, formado de gatos com visão normal.

Estudou-se nestes grupos a capacidade de investigar o ambiente, as áreas do córtex cerebral da localização espacial dos sons e observaram que os gatos suturados haviam desenvolvido esta região cortical bem mais eficaz do que o grupo de controle. As regiões corticais que antes pertenciam a visão agora tinham sito invadidas por ramificações de outros centros da vizinhança.

Neuro cirurgião Max Diniz Cruzeiro (DF)

Os gatos suturados conseguiram se desenvolver bem mais para localizar estímulos provenientes do ambiente que os gatos normais.

Este tipo de plasticidade compensatória em seres humanos tem sido estudado em modernos equipamentos de imagiamento que revelam as regiões em funcionamento cerebral.

Assim, há que supor que a organização do córtex de pessoas surdas segue outro padrão de conexões que ultrapassam o limite de seus lugares topográficos de funcionamento.

Os cegos que usam Braile possuem uma representação maior do córtex motor.

Muitos mecanismos ainda necessitam ser conhecidos para a compreensão integral da plasticidade benéfica. Entre as hipóteses que estão sendo avaliadas Lent descreve como: entrada em atividade de circuitos previamente existentes; estabilização de conexões transitórias, que desapareceriam em circunstâncias normais; e, brotamento colateral de axônios vizinhos às regiões lesadas ou inativas.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro
LenderBook Company
www.lenderbook.com

Comentários

comentários

Deixe seu comentário