Polícia cerca área de conflito das Facções de João Branco e Gerson Carnaúba

Foram praticamente 72 horas de tiroteio/Foto: Reprodução

A Polícia resolveu sitiar os bairros da Zona Sul da cidade de Manaus, onde foram registrados praticamente 72 horas de tiroteio, mortes, e situação de medo e pânico tomando conta dos moradores daquela área.
De acordo com as próprias autoridades de segurança, a situação de violência, medo e insegurança é provocado por traficantes agora rivais João Pinto Carioca, o “João Branco” e Gelson Carnaúba, que estão recolhidos em presídios federais.

Para se ter a ideia da situação, moradores chegaram a fazer um vídeo de um intenso tiroteio no bairro da Raiz, registrado por volta de 20h de domingo.

Antes disso, por conta de toda a violência, a Polícia decidiu sitiar aquela área da cidade colocando dezenas de policiais patrulhando os bairros da Raiz, a área do Aterro do 40, Educandos, São Lázaro e Betânia e Colônia Oliveira.

Foram praticamente 72 horas de tiroteio/Foto: Reprodução

Mesmo com todos policiais, os tiroteios continuaram e duas pessoas chegaram a ser assassinadas. As vítimas foram o comerciante Thiago Bruno, de 31 ano, e um homem não identificado fuzilado dentro de sua casa no Beco Independência, no bairro da Raiz.

As mortes foram provocadas por “bondes” das duas facções criminosas lideradas pelos traficantes “João Branco” e Gelson Carnaúba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui