Polícia prende homem que matou sargento da Polícia Militar

O crime ocorreu no dia 31 de janeiro deste ano, no sítio da vítima/Foto: Divulgação

Amazonas – A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Sinval Barroso, diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), falou, na manhã desta quarta-feira (06/02), durante coletiva de imprensa realizada às 11h45, no prédio da Delegacia Geral, sobre a prisão de Anderson Antônio Miranda das Chagas, 28, envolvido no latrocínio do sargento da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) da reserva Francisco Feitosa Gomes.

O crime ocorreu no dia 31 de janeiro deste ano, no sítio da vítima, situado no Ramal Manápolis, em Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros em linha reta da capital). O policial militar tinha 55 anos. De acordo com o delegado, o corpo de Francisco foi encontrado por familiares dele no último domingo (03/02).

Na coletiva, Barroso informou que os policiais civis do DRCO efetuaram a prisão de Anderson na tarde de terça-feira (05/02), por volta das 17h, na comunidade Santa Inês, bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital. As diligências em torno do caso contaram com o apoio de policiais civis lotados na 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Rio Preto da Eva.

O crime ocorreu no dia 31 de janeiro deste ano, no sítio da vítima/Foto: Divulgação

Anderson foi conduzido ao Departamento, onde, durante consulta ao Sistema Integrado de Polícia (Sisp), os policiais civis constataram a existência, em aberto, de mandado de prisão preventiva em nome do infrator por descumprir medidas cautelares. A ordem judicial foi expedida pelo desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, da 1ª Câmara Criminal. Anderson fazia uso de tornozeleira eletrônica e, após romper o equipamento, deixou de comparecer à unidade prisional.

Circunstância do crime – O diretor do DRCO explicou que, na ocasião do crime, Anderson e o cunhado dele, identificado como Jeferson Pires Gurgel, conhecido como “Rato”, foram até o sítio de Francisco com a intenção de roubar objetos do lugar.

“Eles avistaram a vítima e anunciaram o roubo, em posse de uma faca e de um terçado. Francisco teria reagido à ação dos infratores e tentou tirar a faca de um deles, mas acabou sendo golpeado três vezes com o objeto. Em seguida, os infratores subtraíram o veículo modelo Saveiro, de cor preta, pertencente à vítima, além de duas espingardas, uma roçadeira, motosserra e furadeira”, disse Barroso.

O diretor do DRCO destacou que durante as diligências para tentar identificar e prender os autores do delito, os policiais conseguiram recuperar os pertences que foram subtraídos do sítio da vítima.

*Indiciamento -* Na base do DRCO, Anderson foi indiciado por latrocínio. Sinval Barroso destacou que o mandado de prisão em nome de Anderson pelo latrocínio já foi representado à Justiça. Ao término dos procedimentos cabíveis, Anderson será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.

Procurado – Barroso ressaltou que quem puder colaborar com informações sobre a localização de Jeferson Pires Gurgel, o “Rato”, entrar em contato com a polícia pelo número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu o diretor do DRCO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui