Polícia prende homem que matou criança de dez anos no Novo Aleixo

Foto: Divulgação

Manaus – Ao longo da tarde de quinta-feira (23/1), as equipes de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), deflagraram a operação “Escudo”, que resultou nos cumprimentos de mandados de prisão preventiva em nome de Gabriel Freitas dos Reis, 21; José Roberto Praia da Silva Filho, 31; Vinicius Ferreira dos Santos, 20, além de outro jovem de 21 anos, envolvidos nos homicídios de Walcimara da Cruz Vasconcelos, que tinha 23 anos e de Renan Souza da Gama, que tinha 10 anos. Os crimes ocorreram no dia 9 de janeiro deste ano. Durante os trabalhos, os policiais civis prenderam Anderson Pereira Correa, 38, envolvido em outro homicídio distinto.

De acordo com o titular da DEHS, delegado Paulo Martins, que coordenou a ação policial, as prisões dos quatro infratores, que são integrantes de uma organização criminosa, ocorreram em pontos distintos da zona leste da capital. O primeiro homicídio atribuído aos quatro infratores presos ontem, aconteceu na madrugada do dia 9 de janeiro deste ano, quando os infratores sequestraram e torturaram Walcimara, com o objetivo de colher informações acerca de uma organização criminosa rival.

Conforme a autoridade policial, após a sessão de tortura, Walcimara foi morta pelos infratores e teve o corpo deixado em uma região de Rip-rap, situada nas imediações do bairro Tancredo Neves, zona leste de Manaus. Ainda na tarde da mesma data, os criminosos montaram campana na rua Amazonas, bairro Novo Aleixo, zona norte, com intuito de atacar rivais. Entretanto, na ocasião, Renan brincava em uma bicicleta, quando foi atingido por disparos de arma de fogo, e acabou não resistindo aos ferimentos e veio a óbito.

O titular da especializada destacou, ainda, que outros dois indivíduos, identificados como Arthur Muniz Guimarães, 23, conhecido como “T1” e João Paulo da Silva Quintinho, 21, conhecido como “Geraldo”, também estão envolvidos nos homicídios e continuam sendo procurados pela polícia. As ordens judiciais em nome dos infratores foram expedidas no dia 22 de janeiro de 2020, pela juíza Carren Aguiar Fernandes, da Central de Plantão Criminal.

Em continuidade a operação, os policiais da DEHS prenderam na manhã desta sexta-feira (24/01), em cumprimento de mandado de prisão, Anderson Pereira Correa, 38, pela morte de Alexsandro de Souza Reis, que tinha 32 anos e era conhecido como “Gordinho”, ocorrido no dia 3 de janeiro deste ano, na rua Estrela Amazonas, bairro Tancredo Neves, zona leste.

Procedimentos – Os quatro indivíduos foram indiciados por dois homicídios qualificado e organização criminosa. Já Anderson foi indiciado por homicídio. Ao término dos procedimentos na delegacia, eles serão levados para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da cidade.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui