Povos da Amazônia e Palácio Rio Negro serão abertos nesta sexta-feira (17)

Povos da Amzônia e Palácio Rio Negro (Foto: Michael Dantas)

Os centros culturais Palácio Rio Negro, no Centro, e Povos da Amazônia, no Distrito Industrial, abrirão as portas para visitação turística nesta sexta-feira (17/07). Os espaços, administrados pelo Governo do Amazonas. Por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, receberão o público das 9h às 15h, de terça-feira a sábado, com agendamento on-line.
O agendamento pode ser feito no Portal da Cultura (cultura.am.gov.br) e no aplicativo Cultura.AM. Para agendar uma visita, basta escolher o espaço, horário, informar um número de telefone e o CPF.
Foto: Michael Dantas
Segundo o secretário Marcos Apolo Muniz, a pasta optou por retomar as atividades, nos espaços, de forma gradual. Para observar o comportamento do público no momento de pandemia e, principalmente, garantir a segurança dos visitantes. Por meio de protocolos estabelecidos por órgãos sanitários e de saúde.
“Tivemos uma boa aceitação com o novo sistema de agendamento, com grupo de até dez pessoas, e na redução do tempo de visita para 30 minutos. As pessoas entendem que são medidas necessárias de prevenção à Covid-19 e essa avaliação foi fundamental para a retomada dos espaços”, comenta o titular da pasta. “Outro ponto importante, nesta nova fase, fica por conta da entrada condicionada ao uso de máscara, a medição da temperatura e o distanciamento de 1,5 metro. Todos os equipamentos passaram pelo processo de sanitização, receberam totens de álcool em gel acionados por pedal. O público recebeu bem as mudanças e adotou todos os procedimentos para evitar o risco de contaminação”.
Foto: Michael Dantas
Marcos Apolo adianta que a previsão é que, no dia 31 de julho, as galerias do Largo e Casa das Artes voltem a funcionar das 14h às 18h, de terça a domingo; o centro cultural Usina Chaminé e o Museu do Seringal das 9h às 15h, de terça a sábado.
As bibliotecas e o Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro abrirão de acordo com a volta às aulas da rede estadual de ensino, que será determinada pelo Governo do Amazonas. Já os teatros Gebes Medeiros e da Instalação; os cineteatros Guarany, Comandante Ventura, Padre Pedro Vignola e Aldemar Bonates retornarão de acordo com a liberação para realização de espetáculos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui