Amazonas Economia

Preço do litro da gasolina pode ultrapassar R$ 5 após aumentos nas refinarias

Pelo 2º dia seguido Petrobras elevou preços da gasolina nas refinarias - Foto: Divulgação
Redação I
Escrito por Redação I

O preço do litro da gasolina nos postos de combustíveis de Manaus pode ultrapassar R$ 5. O aumento dos preços nas bombas podem ocorrer a qualquer momento, uma vez que a Petrobras voltou a elevar o preço da gasolina nas refinarias, com um aumento de 0,98% anunciado nesta quarta-feira (12). Com isso, o preço do combustível passará de R$ 2,2294 para R$ 2,2514 a partir desta sexta-feira (14). Esse é segundo reajuste diário no período de uma semana de preços inalterados. Na véspera, a estatal anunciou um aumento de 1,01%.

Em Manaus, o impacto para o consumidor pode elevar o preço da gasolina. O litro do combustível poderá ser vendido por até R$ 5,10. Essa é a previsão do Sindicato Estadual do Comércio Varejista de Combustíveis, Derivados de Petróleo, Álcoois, Lubrificantes, Gás Natural Veicular, Biocombustíveis e das Lojas de Conveniência do Estado do Amazonas (Sindicombustíveis-AM). Atualmente, o preço do litro da gasolina para o consumidor varia entre R$ 4,69 e R$4,89 na capital.

“A qualquer hora e momentos os postos podem repassar esse aumento dos preços para os consumidores. Pode passar de R$ 5 e chegar até R$ 5,10 ou algo nessa faixa”, informou o vice-presidente do Sindicombustíveis-AM, Geraldo Dantas.

Pelo 2º dia seguido Petrobras elevou preços da gasolina nas refinarias – Foto: Divulgação

Com os novos aumentos, o valor renovará máxima dentro da política de reajustes diários, iniciada em julho de 2017 e que vigora há mais de um ano. Em 30 dias, a alta do preço médio da gasolina nas refinarias já chega a 17%.

“A Petrobras começou fazer aumentos diários há muito tempo e desde dia 1º de agosto voltaram a fazer aumentos altos. De agosto até agora foram quase 32 centavos de aumento, mas os postos não conseguem repassar esses aumentos para o consumidor. O aumento está refletindo para os proprietários dos postos. Por enquanto, está acabando com capital de giro e lucro dele. Toda vez que aumenta o preço, a venda de gasolina diminui e as despesas continuam na mesma, gerando um desequilíbrio nas contas. Cada vez fica menos interessante ser proprietário de posto de combustível”, afirmou o representante do Sindicombustíveis-AM.

Fonte: G1

Comentários

comentários

Deixe seu comentário