Prefeito anuncia reforço da vacina contra Influenza enviadas pelo Instituto Butantan

Foto:Alex Pazuello/Semcom

A Prefeitura de Manaus reforça a oferta da vacina contra a Influenza (Gripe), que protege contra os vírus da influenza A (H1N1), influenza B e da influenza A (H3N2), após o envio de 56.460 doses cedidas pelo Instituto Butantan, principal produtor de imunobiológicos do país. O anúncio foi realizado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto nesta segunda-feira, 26/10, que recomendou usar a estrutura já montada em virtude da Campanha Nacional contra a Poliomielite e de Multivacinação, que segue até dia 30, para a aplicação.

Na campanha de Multivacinação, iniciada em 5/10 para atualizar o cartão de vacina de crianças e adolescentes, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) tem reforçado a oferta da vacina contra Influenza. O público-alvo é da faixa-etária de 0 a 14 anos, que poderão receber a vacina contra a influenza, assim como os pais ou responsáveis que comparecerem como acompanhantes nas unidades de saúde do município, independentemente da idade.

Foto:Alex Pazuello/Semcom

Multivacinação

Executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a campanha de multivacinação disponibiliza a imunização em 168 salas de vacina distribuídas nas zonas Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural, em um total de 18 vacinas. A lista com o endereço das salas de vacina pode ser acessada no site da Semsa (semsa.manaus.am.gov.br).

Além da vacina contra a Influenza, a campanha de multivacinação inclui vacinas como a BCG, que previne a tuberculose; Poliomielite; Pentavalente, contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e o vírus Haemophilus influenzae B; Rotavírus, contra a gastrointerite; Pneumocócica 10, que protege a pneumonia, meningite e otite; Meningocócica C; Meningocócica ACWY (para adolescentes de 11 e 12 anos); Tríplice viral, que previne sarampo, caxumba e rubéola; Varicela; Vacina HPV; Hepatite A; Dupla Adulto, contra difteria e tétano; e Febre amarela.

Todas as vacinas oferecidas na campanha, que será encerrada no dia 30 de outubro, fazem parte do calendário nacional de vacinação no Sistema Único de Saúde (SUS), mas cada uma tem um esquema vacinal diferenciado, de acordo com a faixa etária. Por isso, é essencial que o cartão de vacina da criança ou do adolescente seja avaliado por um profissional de saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui