Prefeito peruano finge estar morto para evitar ser preso após violar quarentena

Foto: Reprodução

O prefeito da cidade de Tantara, no Peru, virou notícia internacional após ser fotografado — de máscara — dentro de um caixão: ele estava se fingindo de morto para não ser preso após furar o toque de recolher da cidade.

Jaime Rolando Urbina Torres tem sido criticado pela população por não levar a sério as recomendações de saúde para evitar a proliferação da covid-19.

No dia 17 de maio, o prefeito e seus amigos quebraram o toque de recolher do município e ficaram até altas horas “de farra”. À meia-noite, a polícia foi chamada para Torres, já que ele e seu grupo estavam embriagados e fazendo um grande tumulto no local onde se encontravam.

Entretanto, para evitar a prisão, o prefeito e seus amigos resolveram deitar em caixões de madeira que estavam por perto, provavelmente feitos para possíveis vítimas da covid-19.

O plano era que Torres e seus amigos se passassem por vítimas da doença, evitando assim serem presos pelas autoridades. Entretanto, eles esqueceram de alguns detalhes, como fechar os caixões ou evitar que suas respirações fossem percebidas.

Prefeito polêmico

Recentemente, o prefeito precisou comparecer a uma reunião de emergência, pois os locais estavam acusando a prefeitura de não colocar para funcionar abrigos emergenciais de quarentena para a população ou tomar medidas para evitar a entrada de pessoas de outras cidades que poderiam portar o coronavírus.

Ao tentar inventar desculpas para a negligência, foi “desmascarado” pelos seus próprios funcionários.

Fonte: Mega Curioso

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui